Imagem da matéria: Executivo do Goldman Sachs se demite após  faturar milhões com Dogecoin, diz site
Foto: Shutterstock

Um executivo do Goldman Sachs, um dos maiores bancos do mundo, supostamente pediu demissão após faturar milhões investindo em Dogecoin (Doge), de acordo com matéria publicada na segunda-feira (10) pelo site eFinancialCareers.

O empresário se chama Aziz McMahon e foi diretor administrativo e chefe de vendas para mercados emergentes por 14 anos na divisão de Londres, na Inglaterra. 

Publicidade

As fontes do portal, que não tiveram os nomes revelados, disseram que ele deixou o cargo depois de ganhar uma quantia milionária com a valorização da criptomoeda meme. Em 2021, a Doge acumula ganhos de mais de 10.000%, segundo o CoinMarketCap.

Os colegas de trabalho de McMahon confirmaram ao site a saída do executivo e especulam agora que ele se prepara para lançar o seu próprio fundo de hedge.

O portal Business Insider repercutiu a notícia e confirmou com o Goldman Sachs que McMahon deixou o cargo, mas a empresa não entrou em detalhes sobre o suposto investimento com a Doge. 

O agora milionário não foi o primeiro executivo a abandonar uma empresa importante do mercado tradicional por causa das criptomoedas. Luyi Zhang, uma ex-analista sênior do Bank of America, deixou o cargo na empresa neste ano para se juntar à equipe da Coinbase, a maior exchange de criptomoedas dos EUA. 

Publicidade

Aos poucos, essas instituições financeiras também abrem as portas para o setor. O Goldman Sachs, por exemplo, começou a operar com derivativos de bitcoin na semana passada.

No Brasil, o Itaú, um banco que vivia em guerra com as corretoras de criptomoedas, também passou a recomendar a seus clientes o investimento no setor através do ETF da Hashdex, lançado na B3 no final de abril.

Alta da Dogecoin

A Dogecoin é negociada a US$ 0,49 nesta terça-feira (11). Apesar de ter registrado queda hoje, acompanhando as outras criptomoedas, o ativo é um dos que mais valorizaram nos últimos 30 dias, com ganhos de 594% neste período.

Um dos fatores que ajuda a criptomoeda a ganhar valor é o apoio que recebe de celebridades como o CEO da Tesla, Elon Musk.

Publicidade

Nesta manhã, o bilionário fez uma enquete no Twitter para perguntar a seus 53 milhões seguidores se a sua empresa de carros elétricos deveria aceitar Dogecoin como forma de pagamento. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: É hora de apostar em Bitcoin e shitcoins, diz Arthur Hayes

É hora de apostar em Bitcoin e shitcoins, diz Arthur Hayes

O Bitcoin crescerá à medida que os bancos centrais se concentrarem em taxas de juros mais baixas em massa – com o Banco da Inglaterra em breve, prevê Hayes
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
Imagem da matéria: Hacks de criptomoedas roubaram US$ 19 bilhões desde 2011 e atividades ilegais seguem crescendo

Hacks de criptomoedas roubaram US$ 19 bilhões desde 2011 e atividades ilegais seguem crescendo

Relatório da Crystal Intelligence mostra que em 13 anos ocorreram 785 casos de roubos de criptomoedas, no valor total de US$ 19 bilhões
notcoin jogo cripto telegram

Notcoin dispara 50% em 24 horas e fica em 4º lugar em volume negociado

Menos de um mês após seu lançamento, o Notcoin já superou US$ 2 bilhões de valor de mercado e se aproxima do grupo das 50 maiores criptomoedas do mundo