Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto
Shutterstock

O investidor indiano-americano e ex-diretor da Coinbase, Balaji Srinivasan, afirmou em um tweet na noite de terça-feira (21) que sua aposta de que o Bitcoin (BTC) atingiria o preço de US$ 1 milhão em 90 dias foi por uma questão ideológica e sem nenhuma motivação pelo lucro.

Ele disse que queria chamar a atenção sobre o que ele chamou de “hiperbitcoinização”, usando analogias, a crise bancária nos EUA e a impressão de dólares pelo Fed, o BC americano.

Publicidade

No último fim de semana, Balaji desafiou o usuário James Medlock, que tweetou: “Aposto 1 milhão de dólares com qualquer um que os EUA não entram na hiperinflação”. Em resposta, Balaji escreveu: “Se o BTC valer mais de US$ 1 milhão em 90 dias, eu ganho”.

Em resumo, Balaji prevê que o preço do Bitcoin se beneficiará de uma rápida desvalorização do dólar norte-americano nos próximos três meses. 

“A aposta de hiperbitcoinização […] é uma aposta no estilo Simon-Erlich que trata puramente de resolver uma questão ideológica”, disse Balaji, que na ocasião disse prever um grande fluxo de capital indo para o bitcoin enquanto o Fed, injetar trilhões na economia para proteger o sistema bancário.

Para contextualizar, em um tweet nesta quarta-feira (22), Balaji comparou os bancos dos EUA com a falida corretora de criptomoedas FTX: “O balanço da FTX é como os balanços dos bancos americanos. Ativos avaliados pelo que foram comprados, não pelo que podem ser vendidos”.

Publicidade

Aposta ‘Simon Erlich’

A ‘aposta Simon Erlich’ (‘Simon–Ehrlich wager’, em inglês) se deu em 1980 entre dois professores para resolver suas teorias conflitantes sobre superpopulação e escassez de recursos. O professor Simon, que argumentou que a raça humana não seria levada à pobreza e à fome, recebeu de Ehrlich um cheque de US$ 576 em outubro de 1990.

Balaji também ressaltou que não foi ele que propôs a aposta e que apenas a aceitou. Ele acrescentou:

“Eu não tenho absolutamente nenhuma motivação de lucro, nunca vendo Bitcoin por dólar, a menos que seja legalmente obrigado a fazê-lo, e estou segurando BTC até que o dólar americano não seja mais a moeda de reserva do mundo”.

Fé somente no Bitcoin

“Não tenho mais fé na moeda ou no sistema bancário dos EUA”, continuou Balaji.

“Infelizmente, não estou sozinho nessa perda de fé nos bancos americanos. A Moody’s [agência internacional de avaliação de risco] rebaixou o sistema bancário dos EUA como um todo e muitos indianos foram forçados a transferir fundos de bancos americanos em colapso para o sistema bancário indiano”, disse o indiano-mericano.

Balaji concluiu afirmando que esses movimentos são preocupantes para o mundo, pois bancos ocidentais estão vindo à falência enquanto os asiáticos crescem. “Se o dólar falhar, o mundo livre precisa do bitcoin como moeda de reserva, não do Yuan chinês”.

Publicidade

Como seria o mercado com BTC valendo US$1 milhão

Nesse cenário, a capitalização de mercado do Bitcoin — que já é o maior criptoativo — aumentaria para cerca de US$ 19,3 trilhões, partindo dos cerca de US$ 550 bilhões de hoje, de acordo com o CoinGecko. Para efeito de comparação, o valor do mercado de ações dos EUA era de pouco mais de US$ 40,5 trilhões até o final de 2022, de acordo com a Siblis Research.

Trajetória relâmpago de Balaji Srinivasan

O patrimônio líquido da Srinivasan é estimado em cerca de US$ 150 milhões, de acordo com o Datawallet. Ele se juntou à Coinbase depois que uma empresa que ele cofundou chamada Earn.com — que recompensava os usuários com ativos digitais por completar pequenas tarefas — foi comprada pela Coinbase.

Srinivasan trabalhou na Coinbase por cerca de 14 meses antes de deixar a exchange em maio de 2019. Entre as realizações listadas em seu perfil no LinkedIn, ele foi responsável por organizar a parte “comercial e técnica” do lançamento da stablecoin USDC da Circle.

Srinivasan não é a única pessoa que imaginou um preço de US$ 1 milhão por Bitcoin. Em janeiro de 2022, a investidora “popstar” Cathie Wood da ARK Invest fez uma estimativa de que o Bitcoin poderia passar o US$ 1 milhão até 2030, dizendo que a rede “provavelmente aumentará à medida que os estados-nação.

VOCÊ PODE GOSTAR
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz
Tela de computador com logotipo da Binance e lente de aumento

Binance vendeu direito de crédito de clientes na Genesis sem consentimento, diz jornal

Os supostos clientes afetados são da Gopax, corretora que a Binance comprou no ano passado para operar na Coreia do Sul
Imagem da matéria: MB anuncia transferência de ativo de Renda Fixa Digital com pagamento em USDC

MB anuncia transferência de ativo de Renda Fixa Digital com pagamento em USDC

Novidade foi anunciada em evento da Circle, emissora da stablecoin pareada dólar, em São Paulo, nesta quarta-feira (29)
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca