Imagem da matéria: Quem vai ganhar a aposta de que preço do Bitcoin (BTC) atinge US$ 1 milhão em 90 dias?
Shutterstock

O ex-direto da Coinbase Balaji Srinivasan apostou na sexta-feira que o preço do Bitcoin se beneficiará de uma rápida desvalorização do dólar norte-americano nos próximos três meses e vai subir rapidamente, atingindo US$ 1 milhão até 17 de junho.

Srinivasan fez uma aposta com dois indivíduos no mesmo dia: o comentarista do Twitter, James Medlock, e outra pessoa não identificada. Se o Bitcoin não conseguir obter o que seriam esses ganhos históricos, cada um deles receberão US$ 1 milhão em stablecoin USDC, da Circle.

Publicidade

A aposta faz parte da visão de Srinivasan de que a economia global está à beira de uma mudança rápida, que ele apelidou de “hiperbitcoinização.” Ele prevê que o dólar norte-americano entrará em um ponto de rápida hiperinflação, e a economia global então “definirá o Bitcoin como ouro digital.”

Nesse cenário, a capitalização de mercado do Bitcoin — que já é o maior criptoativo — aumentaria para cerca de US$ 19,3 trilhões, partindo dos cerca de US$ 549 bilhões de hoje, de acordo com o CoinGecko. Para efeito de comparação, o valor do mercado de ações dos EUA era de pouco mais de US$ 40,5 trilhões até o final de 2022, de acordo com a Siblis Research.

A previsão de Srinivasan surge em meio a uma série de falências bancárias nos EUA, que injetaram medo e incerteza nos mercados financeiros. E mesmo que a correlação do Bitcoin com índices de ações como o S&P 500 e o Nasdaq permaneça significativa, alguns no Twitter estão chamando-o de “O Grande Desacoplamento”, dado o recente aumento do Bitcoin, passando dos US$ 28 mil, enquanto Wall Street tem oscilad.

“Aposta irrealista”

A aposta ousada inspirou longas threads no Twitter de algumas das vozes mais proeminentes da rede social, incluindo o empresário e educador de Bitcoin, Jimmy Song, e o capitalista de risco, Adam Cochran, que investigaram o quão realista a previsão poderia ser.

Publicidade

Fazendo referência ao desempenho das criptomoedas durante o início da pandemia de coronavírus em 2020, Cochran disse que o Bitcoin precisaria de um catalisador mais extremo do que isso para superar a alta de 547% observada de 2020 a 2022.

Cochran postulou que um colapso dos sistemas bancários dos Estados Unidos e da Europa acabaria por ofuscar o valor potencial do Bitcoin como um ativo, tornando a compra de bunkers ou de alimento um melhor uso do dinheiro do que a maior criptomoeda do mundo.

“Simplificando, reservas de valor ou ativos alternativos se saem bem quando duvidamos da rentabilidade de um sistema econômico e não da existência de um sistema”, disse ele ao Decrypt via DM no Twitter. “Se o sistema não existe, reduzimos a hierarquia das necessidades, valorizando os bens de necessidade, não os valores.”

Cochran disse que a aposta de Srinivasan é uma tentativa de colocar mais esperança no mercado cripto depois que a indústria enfrentou momentos complicados com o início do inverno cripto no ano passado, uma época em que os preços despencaram e várias empresas do setor entraram em colapso. Ele observou que a indústria de criptomoedas e ativos digitais perdeu muito da empolgação e esperança que trouxe as pessoas.

Publicidade

“Eles estão com fome de ter isso de volta”, disse ele. “Mas é decepcionante ver isso alimentado por uma aposta irrealista em um ambiente macro tão arriscado.”

Aposta contra hiperinflação

Outras vozes, como Song, pareciam apoiar as ideias expressas pela aposta de Srinivasan, alegando que o Bitcoin poderia ter alguma utilidade durante uma crise existencial para o sistema financeiro, tal como é conhecido hoje.

“O Bitcoin desempenhará um papel crucial na mitigação de alguns dos efeitos catastróficos”, disse ele. “Como uma moeda estritamente limitada, o Bitcoin oferece uma reserva de valor muito melhor, amortecendo o impacto da hiperinflação.”

Matt Levine, colunista da Bloomberg, entrou na conversa no sábado para perguntar o que poderia ser considerado uma pergunta direta: se Srinivasan acha que o Bitcoin chegará a US$ 1 milhão em 90 dias, por que ele usaria o dinheiro para fazer uma aposta sobre isso em vez de apenas comprar Bitcoin?

Levine disse em um Tweet subsequente que o movimento de Srinivasan poderia ser uma tentativa de “manipular o preço [do Bitcoin]” com base nas respostas que recebeu. Outros expressaram a ideia de que Srinivasan poderia ter feito a aposta como uma forma de trazer exposição a si mesmo e ao Bitcoin.

Publicidade

Trajetória relâmpago

O patrimônio líquido da Srinivasan é estimado em cerca de US$ 150 milhões, de acordo com o Datawallet. Ele se juntou à Coinbase depois que uma empresa que ele cofundou chamada Earn.com — que recompensava os usuários com ativos digitais por completar pequenas tarefas — foi comprada pela Coinbase.

Srinivasan trabalhou na Coinbase por cerca de 14 meses antes de deixar a exchange em maio de 2019. Entre as realizações listadas em seu perfil no LinkedIn, ele foi responsável por organizar a parte “comercial e técnica” do lançamento da stablecoin USDC da Circle.

Srinivasan não é a única pessoa que imaginou um preço de US$ 1 milhão por Bitcoin. Em janeiro de 2022, a investidora “popstar” Cathie Wood da ARK Invest fez uma estimativa de que o Bitcoin poderia passar o US$ 1 milhão até 2030, dizendo que a rede “provavelmente aumentará à medida que os estados-nação começarem a adotar [o Bitcoin] como moeda legal.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

CVM julga hoje pirâmide Atlas Quantum; veja detalhes da acusação

Procuradoria da CVM acusa Atlas Quantum de operação fraudulenta no mercado de valores mobiliários e embaraço à fiscalização da CVM
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido