Homem segura moeda de bitcoin em meio a gráfico de alta
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) está começando a parecer a commodity em alta no mercado novamente após o lançamento dos tão aguardados ETFs de Bitcoin à vista. Com tanto entusiasmo em torno desses produtos, a questão é quanto mais o “número pode subir”?

A resposta é, obviamente, desconhecida, mas isso não impedirá os analistas de especular, incluindo os da gestora de ativos Alliance Bernstein, avaliada em US$ 725 bilhões. Eles preveem que é possível que o Bitcoin atinja um novo recorde histórico este ano.

Publicidade

“Acreditamos que os melhores dias do Bitcoin estão por vir, e o mercado de Bitcoin liderado por ETF está preparado para o que esperamos ser um rali FOMO”, escreveram os analistas Gautam Chhugani e Mahika Sapra em uma nota distribuída aos clientes na segunda-feira.

Os analistas da Alliance Bernstein disseram que o mercado rapidamente precificou os novos ETFs após a aprovação, mas ainda não levou em conta o nível de fluxo de entrada nos ETFs ou a crise de oferta que ocorrerá com o próximo halving do Bitcoin.

O halving refere-se a um evento, incorporado ao código do Bitcoin, que ocorre aproximadamente a cada quatro anos e é projetado para manter a taxa de inflação do BTC sob controle. Embora só sejam cunhados 21 milhões de BTC, a redução pela metade diminui a taxa de entrada de novos bitcoins no mercado, cortando pela metade as recompensas para os mineradores, os indivíduos responsáveis por proteger a rede Bitcoin.

Entre a maior demanda e um corte esperado na oferta, os analistas dizem que os investidores poderão em breve procurar lucrar com o Bitcoin fora do FOMO, ou um “medo de ficar de fora” com ganhos potencialmente lucrativos.

Publicidade

Os analistas observam que grande parte dos influxos para os novos ETFs se origina de investidores de varejo, especificamente “crentes” do Bitcoin que, segundo eles, encontraram maneiras de colocá-lo em suas contas. Eles salientam que o interesse do varejo neste grupo ainda está muito abaixo das recuperações anteriores em 2017 e 2021, mas sugerem que mais fundos poderão ainda fluir deste grupo.

Embora os analistas reconheçam que um grupo de “descrentes” ainda está parado em investir, outro grupo de “investidores curiosos” está expressando interesse em aprender mais sobre o Bitcoin. Juntos, eles prevêem que esses “novos entusiastas do Bitcoin” alocarão capital “nos próximos dias”.

Por qualquer métrica, os ETFs à vista têm sido um sucesso histórico. Nas semanas desde que a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) deu luz verde a dez ETFs à vista para operar, três deles – BlackRock, Fidelity e, mais recentemente, 21Shares da Ark Invest – já acumularam mais de US$ 1 bilhão em ativos, com a BlackRock e a Fidelity detendo cada uma cerca de US$ 3 bilhões.

O preço do Bitcoin tem aumentado constantemente à medida que cresce o interesse por esses ETFs, subindo 8,5% desde o início do ano. Os preços caíram em meio a uma saída constante de fundos da Grayscale após sua conversão de um trust em um ETF à vista, mas esses fluxos desaceleraram e o Bitcoin até ultrapassou a marca de US$ 51 mil.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

PF faz operação nesta manhã contra grupo que sacou dinheiro da Caixa após invadir o sistema GovConta da prefeitura de Telêmaco Borba (PR)
Imagem da matéria: Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Projeto quer aproveitar contratos inteligentes e tokenização para acelerar os serviços que os bancos centrais oferecem às instituições financeiras globais
Imagem da matéria: PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

“Vandathegod” foi responsável pelo maior vazamento de dados da história do Brasil
Vitalik-Buterin-Ethereum

Vitalik Buterin se torna defensor do “comunismo degenerado”; entenda

Para o criador do Ethereum, o “comunismo degen” abraça abertamente o caos, mas ajusta regras e incentivos para fazer com que as consequências do caos estejam alinhadas com o bem comum