Imagem da matéria: Bitcoin supera US$ 51 mil e capitalização bate US$ 1 trilhão pela primeira vez em mais de 2 anos
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) passou da marca de US$ 51 mil nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (14), levando sua capitalização de mercado para mais de US$ 1 trilhão pela primeira vez desde dezembro de 2021, época em que a criptomoeda bateu sua máxima histórica de quase US$ 69 mil.

A alta ocorre conforme volta o otimismo no mercado após algumas semanas de maior volatilidade e preços mais próximos da casa de US$ 42 mil. Nesta manhã, o BTC operava com ganhos de 2,7% no acumulado de 24 horas, cotado a US$ 51.450.

Publicidade

Alguns traders têm como meta o nível de US$ 64 mil nas próximas semanas, à medida que cresce a demanda por produtos de fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin à vista.

Na terça-feira, o ETF IBIT da BlackRock registrou quase US$ 500 milhões em entradas líquidas, indicando uma nova onda de aumento de demanda pelo BTC.

No último fim de semana, o provedor de dados on-chain CryptoQuant, apontou que o Bitcoin pode chegar a US$ 112 mil até o fim de 2024 se a tendência atual de fluxos relacionados a ETFs à vista continuar.

A alta recente do Bitcoin, segundo analistas, deve-se ao acúmulo da criptomoeda por grandes investidores e ao interesse renovado de Wall Street na indústria de tecnologia.

Publicidade

Desde a semana passada, analistas têm dito que os dados on-chain apontam para que o Bitcoin provavelmente tenha uma grande alta. Tudo isso acontece antes do halving do Bitcoin em abril, que verá as recompensas pagas aos mineradores de Bitcoin reduzidas de 6,25 BTC para 3,125 BTC.

Outro indicador importante do sentimento do investidor, os contratos em aberto no valor de US$ 22 bilhões em contratos futuros de Bitcoin, de acordo com a CoinGlass. Os contratos em aberto do BTC não atingem níveis tão altos desde novembro de 2021, quando o Bitcoin atingiu sua máxima.

“Os contratos em aberto, ou número de contratos pendentes, para opções de compra que expiram em 29 de março com preços de exercício de US$ 60.000, US$ 65.000 e US$ 75.000 tiveram um aumento significativo”, observou a conta do analista de opções Cheddar Flow no Twitter.

Em resumo, há especulações crescentes por parte dos investidores de que o Bitcoin tem o impulso necessário para estabelecer um novo recorde histórico antes de abril.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem no escuro sugere hacker confuso

Ataques hacker no mercado cripto caíram pela metade em março, aponta relatório

Levantamento diz que queda na exploração de protocolos DeFi vem ocorrendo mês a mês
Imagem da matéria: O que reguladores e exchanges estão fazendo para melhorar a confiança no mercado cripto

O que reguladores e exchanges estão fazendo para melhorar a confiança no mercado cripto

Entre propostas como segregação patrimonial e prova de reservas, exchanges prometem segurança de diferentes formas enquanto o mercado aguarda a regulação
Imagem da matéria: Semana cripto: Bitcoin segue firme em US$ 70 mil enquanto Dogwifhat sobe 100% na semana

Semana cripto: Bitcoin segue firme em US$ 70 mil enquanto Dogwifhat sobe 100% na semana

As memecoins foram o destaque desta semana, com o Dogwifhat (WIF) liderando o grupo
Smartphone mostra logotipo da Binance à frente de tela de negociação

Binance lança novo token e anuncia data para negociação com Bitcoin, BNB e stablecoins

O protocolo de dólar sintético Ethena (ENA) é o 50º projeto da Binance Launchpool