Fundador Terraform Labs Do Kwon
(Foto: Divulgação/Medium)

A extradição do fundador da Terra (LUNA), Do Kwon, foi aprovada por um tribunal na capital de Montenegro, Podgorica — embora ainda não tenha sido tomada uma decisão final sobre se ele será extraditado para os Estados Unidos ou Coreia do Sul.

Conforme uma atualização publicada no site dos Tribunais de Montenegro, a extradição de Kwon seguirá em frente aguardando uma decisão final do Ministro da Justiça do país, que determinará qual país terá prioridade. Antes de sua extradição, Do Kwon cumprirá sua sentença de quatro meses em Montenegro por falsificação de documentos.

Publicidade

Do Kwon está envolvido em uma batalha jurisdicional entre seu país natal, a Coreia do Sul, e os Estados Unidos, após ser preso em Montenegro por tentar viajar com um passaporte falso no início deste ano.

O cofundador da Terraform Labs está na mira das autoridades desde o colapso em 2022 da stablecoin algorítmica TerraUSD (UST) e de sua criptomoeda nativa Luna, que fez sumir US$ 40 bilhões do mercado cripto e desencadeou um ciclo de baixa que durou meses.

Investigadores sul-coreanos argumentam que, com evidências-chave e cúmplices relacionados ao caso, Do Kwon deveria ser julgado em seu país natal. No entanto, Kwon também enfrenta acusações criminais de fraude nos Estados Unidos, além de uma ação civil da Comissão de Valores Mobiliários do país (SEC).

Os advogados de Do Kwon entraram com um pedido para a anulação do processo da SEC, argumentando que as criptomoedas ligadas ao executivo não são valores mobiliários, e acusando a SEC de uma “afirmação imprópria de poder” ao tentar “encaixar todas as criptomoedas em sua definição de ‘valor mobiliário'”.

Publicidade

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

Quer desvendar os mistérios do Bitcoin? Adquira “O Livro de Satoshi”, um compilado de escritos e insights de Satoshi Nakamoto

You May Also Like
Imagem da matéria: El Salvador lucra 40% com investimento em Bitcoin, mas presidente diz que não irá vender

El Salvador lucra 40% com investimento em Bitcoin, mas presidente diz que não irá vender

A estimativa é que El Salvador possua hoje 2.848 bitcoins, cerca de US$ 173 milhões nos preços atuais
Imagem da matéria: Tokenização se torna opção interessante para CRIs e CRAs | Opinião

Tokenização se torna opção interessante para CRIs e CRAs | Opinião

Através da tokenização o emissor dos certificados consegue garantir uma operação com menos gastos graças à infraestrutura utilizada
Imagem da matéria: Processo da CVM contra Binance pode demorar mais 3 anos para ser concluído

Processo da CVM contra Binance pode demorar mais 3 anos para ser concluído

Órgão informou que prazo máximo para apreciação do caso é 1.518 dias úteis, sendo que se passaram apenas 598 dias corridos do caso Binance
Fachada de um prédio da BlackRock na Califórnia, EUA

BlackRock vai lançar seu ETF de Bitcoin no Brasil

Maior gestora do mundo, a BlackRock traz ao Brasil o ETF de Bitcoin lançado nos EUA em janeiro em uma parceria com a B3