Imagem da matéria: EUA acusam agente russo de usar criptomoedas para conspiração política
Foto: Shutterstock

O Departamento do Tesouro dos EUA atualizou sua lista de sanções após a Justiça americana receber na quinta-feira (10) uma queixa-crime contra o russo Artem Mikhaylovich Lifshits por suposta participação numa conspiração política chamada ‘Projeto Lakhta’.

Lifshits, que trabalhou no ‘Office of Language Service’, é acusado de ter roubado identidades de americanos para abrir contas fraudulentas em bancos e corretoras de criptomoedas.

Publicidade

Segundo nota do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ), as contas era usadas tanto para promover operações de influência por meio do Projeto Lakhta nos EUA quanto para manter enriquecimento pessoal.

De acordo com a publicação, o russo, cuja localização no momento é desconhecida, atua como gerente do ‘Lakhta’. “Uma ação baseada na Rússia para se envolver em operações de interferência eleitoral e política”, diz o comunicado.

Atuava há seis anos

Segundo o DoJ, o Projeto Lakhta vem desde 2014 atuando para de alguma forma interromper o processo democrático no país. Conforme detalhou, “para espalhar a desconfiança em relação a candidatos a cargos políticos”. 

“Este caso deixa claro de como esses maus atores financiam suas atividades secretas de influência estrangeira e o status da Rússia como um porto seguro para cibercriminosos que se enriquecem às custas de outros”, disse o procurador John C. Demers.

Publicidade

Conforme comentário do também procurador G. Zachary Terwilliger, o caso requer uma aplicação agressiva das leis dos EUA, de forma a investigar e responsabilizar os cibercriminosos localizados na Rússia e em outros países, que servem como portos seguros para esse tipo de atividade criminosa.

“Lifshits não é o primeiro a se envolver em uma conspiração que vitimou pessoas e instituições americanas reais”, disse.

Alan Kohler, diretor do FBI,  também deixou seu comentário. Segundo ele, a agência vai agir agressivamente para descobrir e interromper quaisquer ações destinadas a minar as instituições democráticas dos EUA.

Sanções dos EUA contra político ucraniano

Com base nas acusações criminais, o Departamento do Tesouro decidiu registrar o nome de Lifshits e de mais dois agentes na lista de sanções financeiras dos EUA. Segundo o órgão, eles atuaram através da Internet Research Agency (IRA) em atividades cibernéticas pró-Projeto Lakhta.

Da mesma forma, o Tesouro colocou sob sanção o político ucraniano Andrii Derkach por suposta interferência eleitoral. Em maio deste ano, Derkach, apelidado de “agente russo”, divulgou gravações editadas que impactaram negativamente a candidatura Joe Biden, democrata que concorre à Casa Branca.

Publicidade

De acordo com a CNN, o material reforça as afirmações de Biden de que ele promoveu os interesses dos EUA e não fez nada de impróprio na Ucrânia.

Segundo o jornal, não há prova de delito nas fitas, e a campanha de Biden afirma que esses lançamentos são uma gritante intromissão russa contra o ex-vice-presidente dos EUA.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin voltam a ter entradas líquidas com fluxo de US$ 101 milhões

ETFs de Bitcoin tiveram dois dias de saídas e voltaram a ter fluxo positivo com uma retomada do ânimo do mercado após dados de inflação nos EUA
Imagem da matéria: Terraform Labs e Do Kwon pagarão US$ 4,5 bi para resolver o caso de fraude da SEC

Terraform Labs e Do Kwon pagarão US$ 4,5 bi para resolver o caso de fraude da SEC

Embora o magnata das criptomoedas ainda esteja em Montenegro, ele agora está sendo responsabilizado pessoalmente por US$ 204 milhões
Imagem da matéria: Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

Bitcoin e Ethereum sobem após dado de inflação e antes de decisão de juros nos EUA

As principais criptomoedas, como o Bitcoin, sobem nesta quarta após o indicador de inflação dos EUA mostrar que os preços subiram menos que o previsto em maio
Imagem da matéria: Empresa cripto Bakkt está considerando uma potencial venda ou desmembramento, diz site

Empresa cripto Bakkt está considerando uma potencial venda ou desmembramento, diz site

A Bakkt recorreu à ajuda de um consultor financeiro para tomar a decisão, embora ainda não tenha definido o seu próximo passo