Imagem da matéria: Ethereum (ETH) fica a um passo de liberar US$ 30 bilhões em staking
(Foto: Shutterstock)

A atualização Shanghai da rede Ethereum, que permitirá a retirada de ETHs em stake, completou com sucesso a etapa final de preparação para o seu tão esperado lançamento em abril, segundo confirmação dos principais desenvolvedores da rede dada nesta quinta-feira (16).

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre Shanghai, a próxima grande atualização do Ethereum

Publicidade

A rede de testes Goerli – essencialmente um ensaio geral abrangente da Shanghai – foi atualizada em um processo de cerca de 90 minutos. De acordo com vários desenvolvedores do Ethereum Core, um breve atraso foi causado por alguns validadores executando versões mais antigas de clientes. No entanto, esses validadores foram rapidamente atualizados, permitindo que o teste tivesse êxito.

Não houve outros problemas importantes com o lançamento da testnet ou suas funções, levando um desenvolvedor da Ethereum Foundation a declarar: “a rede principal vem a seguir!” 

Com a Goerli instalada e funcionando, os validadores agora podem simular o processo de retirada do ETH em stake do Ethereum.

Talvez porque a rede de teste só permite transferências de dinheiro simulado, o projeto teve que se esforçar para atrair validadores suficientes para testá-la. 

“Um desafio com validadores testnet é que, dado que o ETH [simulado] é inútil, há menos incentivo para executar um validador [e] monitorá-lo”, escreveu o desenvolvedor Tim Beiko no Twitter. 

Publicidade

Em breve, porém, os stakes financeiros da Shanghai vão se tornar bastante reais. É algo bastante aguardado desde que o Ethereum iniciou a sua transição para um modelo de proof of stake (PoS), no qual os utilizadores apostam no ETH validar transações on-chain, e são então recompensados com ETH recém-gerado.

Desde que o stake de ETH estreou no final de 2020, US$ 29,22 bilhões  em valor de ETH foram depositados na rede Ethereum. Isso representa cerca de 14,67% de toda a ETH atualmente em circulação. 

Esses fundos, no entanto — e as recompensas que eles acumularam — ainda não podem ser retirados do Ethereum. A Shanghai permitirá essa capacidade de retirada e, ao que parece, pela execução da rede da testnet Goerli, essa transição deve decorrer sem problemas. 

Data para o staking ainda não está clara

No entanto, a data exata em que a transição acontecerá ainda tem gerado discordância entre os envolvidos. Talvez devido à tremenda pressão financeira para lançar logo a Shanghai e o fluxo de validadores ansiosos pelos enormes lucros, os principais desenvolvedores da Ethereum fizeram tudo ao seu alcance para obter a atualização o mais rápido possível. 

Publicidade

Em janeiro, esses desenvolvedores removeram da Shanghai outras melhorias muito necessárias para o Ethereum, a fim de acelerar seu lançamento. Na mesma época, eles até tomaram a decisão de evitar a inclusão de pequenos ajustes técnicos com a atualização, um movimento que alguns desenvolvedores principais criticaram como um sacrifício imprudente feito às custas da saúde a longo prazo do Ethereum. 

No início deste mês, os principais desenvolvedores confirmaram que a Goerli deveria ser lançada em ou por volta de 14 de Março — espera-se que a verdadeira atualização Shanghai entre em funcionamento em meados de abril. Essa linha do tempo, no entanto, parece ser de difícil execução, segundo envolvidos no projeto.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Traders esperam que Bitcoin supere a máxima de US$ 74 mil em breve

“Esperamos um impulso de alta aqui que pode nos levar de volta às máximas de US$ 74 mil”, disse a QCP Capital sobre o momento do Bitcoin
criptomoedas caindo no fogo

Volume de negociação em corretoras de criptomoedas cai pela 1ª vez em 7 meses

Análise aponta que guerra no Oriente Médio e freio no fluxo dos ETF cripto dos Estados Unidos foram os motores para a queda
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem