Imagem da matéria: ETF de Bitcoin da BlackRock deve superar o da Grayscale após o halving
Foto: Shutterstock

O ETF iShares Bitcoin Trust (IBIT) da BlackRock está a caminho de superar o Grayscale Bitcoin Trust (GBTC) antes do final do mês, de acordo com analistas.

“O GBTC atualmente mantém uma vantagem de US$ 2,3 bilhões,” escreveu no X o analista de inteligência da Bloomberg, Eric Balchunas. “Um rali monstruoso no BTC poderia atrasar um pouco, mas eu acredito que 30 de abril é uma data sólida para apostas”.

Publicidade

Para contextualizar, nesta mesma época na semana passada, a diferença entre os dois ETFs de Bitcoin à vista — os dois maiores nos Estados Unidos — era de aproximadamente US$ 4 bilhões.

O IBIT da BlackRock tem sido apresentado como o usurpador que derrubaria o fundo de longa data da Grayscale desde antes mesmo de ser aprovado.

O GBTC começou a ser negociado em 2013, mas estava disponível apenas para investidores credenciados e institucionais. O fundo viu seus ativos sob gestão ultrapassarem os US$ 43 bilhões em novembro de 2021. Mas no mesmo período do ano seguinte, em meio a uma ampla turbulência nos mercados de criptomoedas, os ativos sob gestão do fundo caíram para abaixo de US$ 10 bilhões.

Quando a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) aprovou a conversão do GBTC em um ETF de Bitcoin à vista em janeiro, o fundo tinha ativos no valor de US$ 28,6 bilhões. Desde então, o GBTC viu seus ativos sob gestão caírem para US$ 19,5 bilhões, à medida que os investidores migraram para ETFs concorrentes que ofereciam taxas mais baixas.

Publicidade

No início deste mês, o CEO da Grayscale, Michael Sonnenshein, apontou o dedo para vendas relacionadas às falências da FTX e de outras empresas de criptomoedas, observando que “o GBTC é a garantia que estava dentro de alguns dos espólios de falências ao redor do ecossistema cripto,” e argumentando que essa fase em grande parte já passou.

Vale ressaltar que o valor dos ativos sob gestão da Grayscale flutua com os preços do Bitcoin. Mesmo assim, apesar de um recente período de desaceleração para o preço do Bitcoin, o BTC ganhou 35% desde 11 de janeiro.

No momento em que este artigo do Decrypt era escrito, o BTC estava sendo negociado por pouco mais de US$ 63 mil.

Essa desaceleração após estabelecer uma nova máxima histórica no mês passado foi suficiente para deixar os ETFs de Bitcoin com três dias seguidos de saídas. Aproximadamente US$ 58 milhões em ações foram resgatados ontem (16), de acordo com o Coinglass. Isso eleva o total de três dias (sexta-feira, segunda-feira e terça-feira — os mercados tradicionais não estão abertos nos fins de semana) para US$ 149 milhões.

Publicidade

Os traders de Bitcoin certamente estarão observando como o próximo halving se desenrola nos mercados. O halving do Bitcoin — que reduz a recompensa paga aos mineradores de Bitcoin de 6,25 para 3,125 BTC — atualmente parece que ocorrerá no final da sexta-feira, 19 de abril. A mudança na data é motivo de grande desapontamento para os que pretendiam celebrar o Bitcoin e a maconha no mesmo dia (4/20, é uma brincadeira comum entre apreciadores de cannabis).

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Vitalik Buterin critica prisão de dev do Tornado Cash: "Realmente lamentável"

Vitalik Buterin critica prisão de dev do Tornado Cash: “Realmente lamentável”

O fundador do Ethereum nem se importou em comentar sobre os ETFs, mas refletiu sobre a recente condenação de um desenvolvedor do Tornado Cash
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).