Imagem da matéria: ETF de Bitcoin aprovado nos EUA, e agora? Especialistas contam o que vai mudar no mercado cripto
Foto: Shutterstock

Foram anos de espera e semanas de grande ansiedade, mas finalmente a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) aprovou a criação de ETFs de Bitcoin à vista. Tão importante quanto o impacto no preço da criptomoeda – que, apesar da reação lenta, superou os US$ 48 mil nesta quinta (11) –, essa nova classe de produtos traz impactos positivos para todo o setor cripto.

O foco das discussões tem sido como os ETFs contribuirão para a liquidez do mercado, com a entrada de grandes investidores e uma injeção de bilhões de dólares. Além disso, também é crucial a legitimidade que um mercado de grande peso e influência, como o dos EUA, confere às criptomoedas, segundo especialistas ouvidos pelo Portal do Bitcoin.

Publicidade

Para André Franco, head de research no MB, o fluxo de capital desses ETFs pode resultar em bilhões de dólares alocados nos produtos logo nos primeiros dias.

“O dinheiro que está entrando nos ETFs e impulsionando o preço do bitcoin é considerado “dinheiro novo”, proveniente do capital de investidores institucionais, impulsionado por grandes gestoras como a BlackRock”, afirma o especialista.

“A competição entre gestoras, que se concentrava nas taxas nos últimos dias, agora se volta para atrair os aportes financeiros dos clientes. Ao analisarmos os fundos, é evidente que a rentabilidade melhora, proporcionando um retorno mais favorável, contribuindo positivamente para o mercado como um todo”, acrescenta.

Já Nicole Dyskant, advogada especialista em criptoativos e conselheira da Fireblocks, avalia que o impacto da aprovação do ETF Bitcoin à vista vai além da nova liquidez imediata que entrará no mercado com os novos fundos em si. “Isso certamente gera impacto direto, inclusive no preço, mas o potencial de impacto maior é exponencial, em razão de mudanças que o ETF pode proporcionar nos segmentos de mercado financeiro e de capitais”, diz.

Publicidade

“A adoção pelas tesourarias, clientes, plataformas de distribuição, instituições financeiras e fintechs vai trazer mais investidores — os novos — e aqueles que já buscam exposição a ativos alternativos, mas ainda têm resistência ao token”, explica ela.

Theodoro Fleury, gestor da QR Asset, afirma que a aprovação do ETF de grandes gestoras sinaliza uma aceitação mainstream das criptomoedas e promove uma adoção massiva, especialmente devido à facilidade de acesso proporcionada por essas instituições.

“O impacto positivo se estende aos investidores de varejo, que agora encontram uma solução acessível e familiar para se expor a criptoativos, e aos investidores institucionais, que se beneficiam de um ambiente regulatório mais favorável e da mitigação de riscos associados à custódia, tornando o mercado mais atrativo e seguro”, avalia.

Foram aprovados 11 fundos negociados em bolsa (ETFs) das gestoras BlackRock, FidelityARK InvestGrayscaleBitwise, VanEck, Galaxy Invesco, Franklin Templeton, WisdomTree, Valkyrie e da brasileira Hashdex.

Publicidade

Em nota logo após a confirmação da aprovação, o CEO da Hashdex, Marcelo Sampaio, comemorou a notícia e disse que “mais que um grande avanço regulatório nos EUA, o lançamento do ETF Spot de Bitcoin representa uma conquista para todo o ecossistema de ativos digitais”.

Segundo a gestora, o lançamento dos ETFs valida o Bitcoin como um “ativo investível legítimo” aos olhos das instituições financeiras tradicionais, assim como também alinha o ecossistema cripto com a infraestrutura financeira já estabelecida, proporcionando um caminho robusto e regulamentado para a alocação de capital.

Exchanges também comemoram

Apesar de não atuarem com ETFs, as exchanges de criptomoedas também gostaram da notícia da aprovação dos fundos dado o impacto que esse evento tem na cadeia cripto como um todo.

“A aprovação pela SEC de 11 ETFs de bitcoin à vista é um divisor de águas para a expansão da criptoeconomia”, disse em seu blog a Coinbase, corretora que faz a custódia para vários dos ETFs lançados esta semana. “Os ETFs de bitcoin spot introduzidos pelos maiores gestores de ativos do mundo irão desbloquear grupos diversificados de novos investidores para estimular o crescimento a longo prazo e a inovação de produtos”.

Já Sebastián Serrano, CEO e cofundador da Ripio, reforça ainda que os ETFs fazem com que os investidores não precisem necessariamente entender da tecnologia e nem lidar com chaves privadas e custódia dos ativos, sem contar na maior liquidez e segurança que eles trazem por serem regulados.

Publicidade

“Estamos muito felizes com a listagem do ETF de Bitcoin. […] Isso marca um novo marco na trajetória do Bitcoin e abre as portas para clientes institucionais que, devido às regulamentações anteriores, não podiam ter exposição a criptomoedas, permitindo-lhes investir em Bitcoin. Certamente, veremos uma grande quantidade de fundos ingressando na indústria, o que gerará um fluxo considerável de capital e oportunidades para todos”, complementa Maximiliano Hinz, diretor de LatAm Growth da Bitget.

VOCÊ PODE GOSTAR
Cofre dourado no formato de baleia receb moedas shiba inu SHIB

Baleias voltam a encher os bolsos de Bitcoin, mostra análise

A acumulação acelerada de baleias é um sinal de que o mercado altista do Bitcoin ainda está ativo
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
moeda de bitcoin ao lado de celular com logo da mt gox

Manhã Cripto: Bitcoin cai após Mt. Gox mover US$ 9 bilhões em BTC

A grande movimentação de Bitcoin pela Mt. Gox é um sinal de que, muito em breve, os investidores lesados pelo hack de 2014 serão ressarcidos