Imagem da matéria: Equivalente ao WhatsApp do Japão Lançará Exchange de Criptomoedas
(Foto: Divulgação)

A Line, um aplicativo semelhante ao WhatsApp no Japão e em Taiwan, anunciou planos para abrir uma exchange de criptomoedas este mês, a BitBox, de acordo com o TechCrunch.

Com 200 milhões de usuários no mundo, a marca está prestes a entrar no mundo das criptomoedas para ter um diferencial diante de competidores como WhatsApp, do Facebook, que tem mais de 1,5 bilhões de usuários.

Publicidade

A exchange deve operar bitcoin, bitcoin cash, ether and litecoin. Um novo espaço dentro do aplicativo será destinado para a negociação de moedas digitais e para outros serviços, como obtenção de empréstimos e seguros.

Segundo a reportagem, antes de sua Ofera Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês) de US$ 1,1 bilhão em 2016, a Line tinha como alvo um público global. Além do foco no serviço de mensagens, que foi pioneiro no conceito de adesivos, a marca apostou em um negócio de jogos conectados.

“Sua expansão internacional não foi conforme o planejado”, diz o texto. A empresa então redirecionou os esforços para seus quatro principais mercados do Japão, Tailândia, Taiwan e Indonésia.

Nesses locais, oferece serviços como streaming de vídeo, desenhos animados de mangá e compras. Com as novas funções, pode ampliar o alcance para outros países.

Publicidade

Dentre os programas de mensagem, o Telegram, fundado pelo russo Pavel Durov e muito popular na comunidade de criptografia, planejava lançar uma ICO para arrecadar US $ 1,2 bilhão e financiar o Telegram Open Network (TON), que deve ser um ecosssistema semelhante ao Ethereum. Antes disso, no entanto, a empresa conseguiu US$ 1,7 bilhão em uma oferta inicial exclusiva para investidores institucionais e indivíduos de alta renda.

O Viber, aplicativo da japonesa Rakuten, também demonstra interesse em moedas digitais. De acordo com a agência de notícias russa Tass, Djamael Agaoua, CEO da empresa, afirmou a jornalistas que eles estudam as leis da Rússia para lançar sua criptomoeda no país em 2019, a Rakuten Coin.

A ideia é que ela possa servir para comércio na plataforma e, também, para a troca por rublos, dólares ou euros. De acordo com estimativas recentes, o Viber tem quase 1 bilhão de usuários registrados no mundo.

O WhatsApp, líder entre os aplicativos de mensagens instantâneas, não demonstrou intenção pública de operar criptomoedas (até porque o Facebook tem uma postura restritiva em relação a anúncios de criptomoedas em sua plataforma).

Publicidade

No entanto, O Facebook aposta em blockchain, com um time focado em pesquisa para o desenvolvimento de aplicações com a tecnologia na plataforma.

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Paradigm levanta US$ 850 milhões para investir em projetos cripto em estágio inicial

Paradigm levanta US$ 850 milhões para investir em projetos cripto em estágio inicial

A Paradigm, a proeminente empresa de capital de risco cripto, levantou US$ 850 mi para seu mais recente fundo voltado para projetos nascentes em várias categorias
Homem preso com as mãos algemadas nas costas

Polícia do Rio prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em golpes com criptomoedas

Operação ‘Investimento de Araque’ foi deflagrada nos estados do Rio, Amazonas e Pará; suspeitos movimentaram mais de R$ 15 milhões em dois anos
Imagem da matéria: Setor cripto aumenta seu peso nas eleições dos EUA após Coinbase investir mais US$ 25 milhões

Setor cripto aumenta seu peso nas eleições dos EUA após Coinbase investir mais US$ 25 milhões

Exchange cripto Coinbase decidiu colocar ainda mais dinheiro no fundo do setor cripto para apoiar campanhas eleitorais nos EUA, que agora já chega a US$ 161 milhões
Imagem da matéria: Investidor diz ter perdido US$ 1 milhão em ataque hacker na Binance

Investidor diz ter perdido US$ 1 milhão em ataque hacker na Binance

Investidor alega que, mesmo sem as senhas, hackers invadiram sua conta na Binance; exchange diz não ter culpa e que problema foi um plug-in malicioso