Imagem da matéria: Empresa de marketing dos EUA censura envio de notícias sobre criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

A plataforma de e-mails de marketing Mailchimp está suspendendo contas de criadores e grupos de mídia relacionados a criptomoedas esta semana nos EUA.

A lista de clientes afetados inclui a carteira de criptomoedas de autocustódia Edge, a empresa de inteligência cripto Messari e o Decrypt, que usam o Mailchimp para enviar suas newsletters há mais de quatro anos.

Publicidade

“Obrigado por remover umas das maiores marcas do [mundo] cripto nas últimas 48 horas”, tuitou o fundador da Messari, Ryan Selkis, ao Mailchimp na quarta-feira (10). “Você está provando nosso argumento. O Mailchimp — e todos os censuradores de discurso — devem ser destruídos.”

Bom, o Mailchimp suspendeu a conta de e-mail da Messari por motivo nenhum.

[Que a Web2 seja destruída.]

O líder de marketing da Messari, Jared Ronis, acrescentou: “Não apenas houve alerta algum, como também não podemos acessar nossas listas de assinantes. Se a gestão de clientes cripto do Mailchimp é caótico desse jeito, fico arrepiado em pensar em como deve ser a repressão para pessoas realmente nefastas”. (Isso também aconteceu com o Decrypt: Não houve alerta nem explicação sobre a violação.)

Uma série de proibições recentes

Houve diversos relatos no CriptoTwitter sobre a suspensão de contas no Mailchimp nas duas últimas semanas.

Os problemas do Edge começaram na segunda-feira (8) quando a empresa estava se preparando para lançar sua newsletter bissemanal. Quando Joelly Garcia, gerente de comunidade, tentou entrar na conta, apareceu um aviso de “conta desativada”.

O CEO da Edge Wallet, Paul Puey, acredita que o problema é com o “bom e tradicional e-mail” e que ele ainda não foi integrado à Web3.

Publicidade

“Embora a Web3 esteja realizando diversas tentativas em encontrar outras formas de se comunicar com as pessoas, se você está tentando utilizar o e-mail, você está preso a plataformas com o Mailchimp”, disse ele ao Decrypt via ligação telefônica.

No dia 1º de agosto, a artista de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) Ocarina tuitou que sua conta no Mailchimp foi suspensa quando tentou enviar um comunicado sobre o futuro lançamento de um NFT.

Ocarina recebeu mais explicações do que outras pessoas: “Porque o conteúdo relacionado à sua indústria entra em conflito com nossa Política de Uso Aceitável”.

Jesse Friedland, fundador da coleção NFT Cryptoon Goonz, tuitou que foi banido no dia 5 de agosto. “Aparentemente, existe muito ‘risco’ ao atender empresas envolvidas com cripto, apesar de [nos] aplicarmos como uma marca de vestuário. [Isso é] extremamente decepcionante.”

Publicidade

Friedland compartilhou uma captura de tela do e-mail recebido pelo Mailchimp, alertando: “Não podemos permitir que empresas envolvidas na venda, transação, negociação, conversão, armazenamento, marketing ou produção de criptomoedas, moedas virtuais e qualquer ativo digital”.

E Greg Osuri, fundador da rede ponto a ponto Akash Network, tuitou que também foi banido.

Quando perguntado se acredita que a decisão da Mailchimp em suspender as contas na última semana tem relação com as sanções implementadas ao Tornado Cash, Puey, o CEO da Edge Wallet, afirmou que cogitou essa possibilidade por conta do momento. Mesmo assim, ele não acredita que exista correlação.

“É uma comunicação simples e básica via e-mail, algo que centenas de empresas utilizam, sem envolvimento com atividades ilícitas”, explicou ele. “O e-mail é 100% limpo, completamente transparente — é a comunicação mais pública que você poderia decidir usar.”

Puey acredita que o culpado pode ser algum grande executivo do Mailchimp que não gosta de cripto.

“Acredito que seja [algo] bastante imediatista”, afirmou.

Um histórico de orientações anticripto

Apesar de o Mailchimp não ter respondido às solicitações do Decrypt esta semana, o Mailchimp é conhecido por ter suspendido contas de publicações há alguns anos, incluindo Blockworks e ShapeShift.

Em 2018, a empresa respondeu a uma reclamação similar no Twitter: “Informações relacionadas a criptomoedas não são necessariamente proibidas.

Podem ser enviadas contanto que o remetente não esteja envolvido na produção, venda, conversão, armazenamento ou marketing de criptomoedas”.

Na seção “Conteúdos Proibidos”, as Políticas de Uso Aceitável listam “Criptomoedas, moedas virtuais e qualquer ativo digital relacionado a uma Oferta Inicial de Moeda”, afirmando que “não permitimos empresas que oferecem esses tipos de serviços, produtos ou conteúdos”.

Publicidade

O Mailchimp foi adquirido pela gigante empresa de serviços financeiros Intuit em 2021. O serviço foi comprometido por um “informante” em abril, e usuários de carteiras de hardware Trezor foram vítimas de uma campanha de phishing.

Usuários afetados abriram um processo coletivo contra a Intuit.

“Qual fornecedor de e-mail vai permitir que eu envie meu conteúdo sobre NFTs à minha comunidade? O Mailchimp acabou de me bloquear”, tuitou o promotor NFT Olumide Gbenro no fim de julho.

O Mailchimp não é o único “anticripto”. Constant Contact, uma das maiores plataformas de e-mails de marketing, também lista criptomoedas em suas Políticas de Conteúdo Proibido.

Usuários frustrados com o Mailchimp agora buscam por outros serviços que estão felizes em hospedar conteúdos relacionados a cripto.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

No Brasil, investidores reagem à decisão do Copom de reduzir em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros (Selic)
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
Imagem da matéria: El Salvador lança site de Bitcoin e revela quantas criptomoedas possui hoje; confira

El Salvador lança site de Bitcoin e revela quantas criptomoedas possui hoje; confira

Segundo os dados do mempool, El Salvador comprou 30 bitcoins no último mês
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool