Imagem da matéria: Elon Musk ameaça desistir de comprar o Twitter se não receber mais informações sobre contas falsas
Foto: Shutterstock

O bilionário Elon Musk pode desistir do acordo de adquirir o Twitter por US$ 44 bilhões se a empresa não fornecer os dados que ele deseja sobre contas falsas na plataforma.

Em carta enviada ao diretor jurídico do Twitter, Vijaya Gadde, o advogado que representa Elon Musk disse que o empresário tem direito de receber os dados solicitados para que possa avaliar o financiamento do negócio.

Publicidade

Segundo o The Wall Street Journal, a carta informa que a não entrega desses dados representa uma “clara violação material” das obrigações do Twitter no acordo.

“O Sr. Musk não é obrigado a explicar sua razão para solicitar os dados, nem se submeter às novas condições que a empresa tentou impor ao seu direito contratual ao pedido”, escreveu a defesa do bilionário no documento. 

“Neste ponto, Musk acredita que o Twitter está se recusando de forma transparente a cumprir suas obrigações. […] Por isso, Sr. Musk se reserva todos os direitos resultantes, incluindo o seu direito de não consumar a transação e seu direito de rescindir o acordo de fusão”, finaliza a carta.

De acordo com o documento, o Twitter chegou a responder o pedido do empresário no dia 1º de junho, mas os dados fornecidos foram considerados insatisfatórios pela equipe do empresário e não atenderam os pedidos de Musk.

Publicidade

Embora o processo de aquisição do Twitter esteja sendo conturbado desde que veio a público, essa foi a primeira vez que Musk ameaçou, por escrito e por meio de seu advogado, desistir do acordo.

O clima de incerteza que se formou no mercado com a nova carta de Elon Musk, refletiu de forma negativa nas ações do Twitter (TWTR), que caíram 5,5% nesta segunda-feira (6), negociadas atualmente por volta de US$ 38,13.

A briga pelos dados do Twitter 

O embate entre a empresa e o bilionário sobre a entrega dos dados já se estende desde meados de maio, quando Musk tuitou que o acordo poderia não se concretizar caso a rede social não fornecesse informações sobre quantas contas falsas existem na plataforma.

Elon Musk afirma que 20% de todas as contas que existem hoje no Twitter são falsas, uma porcentagem quatro vezes maior do que os 5% que o CEO da empresa, Parag Agrawal, alega existir.

Publicidade

“Minha oferta [de compra do Twitter] foi baseada na precisão dos documentos do Twitter enviados  à SEC. Ontem, o CEO do Twitter publicamente se negou a comprovar [que existem] menos de 5% [de contas falsas/de spam]. Esse acordo não pode avançar até que ele comprove”, escreveu Musk no dia 17 de maio.

Na ocasião, o CEO do Twitter escreveu que a empresa havia compartilhado informações com o Sr. Musk sobre como calcula os números de bots, e foi respondido por Musk com um emoji de cocô.

https://twitter.com/elonmusk/status/1526246899606601730

 A carta formal enviada à equipe jurídica do Twitter nesta semana parece ser o ultimato final de Elon Musk para que os dados que deseja sejam entregues.

Os planos de Musk para adquirir o Twitter 

Elon Musk havia revelado seu interesse em comprar o Twitter e tornar a empresa privada em abril deste ano. Em 25 de abril, o conselho do Twitter aceitou a oferta de aquisição de US$ 44 bilhões do bilionário, em que a corretora Binance e diversos outros investidores fizeram aportes para apoiar a aquisição.

Parte dos planos de Musk para o Twitter incluem tornar aberto o código da plataforma de rede social, apresentar um botão de edição a tuítes e combater robôs de spam e contas falsas que promovem falsos sorteios de criptomoedas.

Publicidade

Musk também sugeriu a ideia de acrescentar a popular criptomoeda de meme dogecoin (DOGE) como uma opção de pagamento para usuários do serviço de assinatura premium Twitter Blue e sugeriu que, caso avance com a aquisição, o Twitter pode se tornar um “superaplicativo”, similar ao WeChat da China, ao incorporar pagamentos.

Caso ele se torne dono do Twitter, tuitou, “seria voltado para 80% da população, então a extrema esquerda e a extrema direita provavelmente ficariam insatisfeitas”.

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Estátua da justiça e martelo de juiz à frente de bandeira do Canadá

Canadá multa Binance em R$ 22,5 milhões por violar as leis de combate à lavagem de dinheiro 

Agência do governo menciona falta de registro e ausência de relatório de transações enquanto corretora operou no país
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça