Imagem da matéria: Desenvolvedores do Ethereum corrigem software após atualização dar errado
Foto: Shutterstock

Nas primeiras horas da manhã de quinta-feira, o blockchain do Ethereum passou por uma atualização. Muito rapidamente, ficou claro que algo estava errado.

Apenas 294 blocos após o hard fork de Berlim, houve um erro de consenso com um dos clientes de software, Open Ethereum, e os nodes não estavam sincronizando com o blockchain. O que isso significa é que qualquer pessoa executando aquele cliente – 12% de todos os nós do Ethereum – essencialmente foi incapaz de usar o blockchain até que o erro fosse corrigido. O problema até levou a uma falha no explorador de blocos Etherscan.

Publicidade

Esse problema agora foi corrigido, de acordo com os desenvolvedores do Open Ethereum, o segundo maior cliente de software depois do Geth. Os usuários do Ethereum podem utilizar qualquer número de clientes, entre eles Geth e Parity Ethereum, para realmente entrar no blockchain. É vagamente análogo a escolher entre diferentes navegadores da web para ficar online – todos eles basicamente fazem a mesma coisa de maneiras diferentes. No entanto, neste caso, quando os clientes Ethereum não concordam com alguns princípios básicos, todo o blockchain está em maior risco de ataque.

O problema estava relacionado a uma transação referente a um contrato inteligente que ainda não existe, mas está planejado para uma atualização futura. O CEO da Gnosis e contribuidor de rede Martin Köppelmann tweetou hoje, “@OpenEthereumOrg, portanto, tratou o preço do gas daquela transação ligeiramente incorreto, o que causou todos os problemas subsequentes (o bloco foi rejeitado como inválido).”

Em outras palavras, o software Open Ethereum definiu o preço de uma única transação de maneira diferente de outros clientes de software. Isso teve efeitos indiretos que fizeram com que um bloco inteiro cheio de transações fosse rejeitado pelo cliente Open Ethereum (mas não os outros), momento em que o blockchain caiu fora de sincronia.

Como resultado, as exchanges como BitStamp e aCoinbase desativaram os saques de tokens ETH e ERC20, que são executados pela rede Ethereum.

Publicidade

De acordo com Marius Van Der Wijden, um desenvolvedor do Go Ethereum (que ajudou a resolver o problema), o bug era obscuro o suficiente para que o problema nunca ocorresse enquanto a última atualização ainda estava sendo testada.

Köppelmann escreveu: “Depois de instalar as atualizações [Open Ethereum], os nodes devem ser capazes de ressincronizar sem problemas (por exemplo, não é necessário ressincronizar a partir do genesis ou excluir manualmente um bloco).”

Está tudo bem agora. Crise evitada.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETFs de Ethereum: aqui estão todas as solicitações aguardando aprovação da SEC

O prazo de decisão da SEC para os produtos propostos com Ethereum varia de final de maio a início de agosto
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro
Ilustração de correntes ilustradas com pequenos zeros e uns

Projeto para soluções do sistema carcerário via blockchain vence hackathon na Ethereum Rio

Freedom Chains visa que todo tipo de comportamento do preso seja registrado on chain para evitar corrupção ou injustiças