Imagem da matéria: CVM vai monitorar mais de perto pistas de falta de liquidez em fundos de investimentos
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou nesta quinta-feira (09) que a partir deste mês atuar com um novo sistema de supervisão para gestão de risco de liquidez em fundos de investimentos.

De acordo com Jorge Alexandre Casara, gerente de Inteligência em Supervisão de Riscos Estratégicos, o método com quatro novos índices de liquidez.

Publicidade

Por meio deles, será possível novas combinações de análise. O objetivo é proporcionar às equipes da CVM como identificar com mais clareza possíveis inconsistências em fundos.

“O grande ganho com o novo sistema é aprimorar a identificação do que é problema de liquidez em um fundo de investimento e o que é problema informacional”, disse o gerente, em nota à imprensa.

Com o novo modelo, complementou Casara, o processo de atuação das equipes da CVM fica mais preciso. Eles vão poder definir a forma mais eficiente de conduzir os procedimentos:

“Seja envio de ofício, para orientar como prestar corretamente a informação, ou regularização de determinada atividade do fundo”, afirmou.

Outro destaque, diz a nota, é que a nova metodologia funciona de forma similar às utilizadas pelos administradores fiduciários.

O sistema, descreveu a CVM, usa dados de liquidez por tipo de ativo e distribui ao longo dos dias de acordo com o que pode ser negociado naquele ativo. Isto já fazendo um confrontamento com os resgates demandados por cada fundo.

Publicidade

Ainda de acordo com a nota, o sistema trabalha com os dados mais detalhados dos informes diários dos fundos de investimento, ampliando o rol de informações supervisionadas pelo órgão.

CVM vai se adequar a cada caso

Conforme comentou Daniel Maeda, superintendente de relações com Investidores Institucionais, as equipes da CVM vão poder se adequar mais a cada caso. Isto porque  o novo sistema vai proporcionar uma visão mais ampla a cada necessidade observada.

“O sistema vai alavancar a efetividade de nossa supervisão, na medida em que calcula, com base em critérios próprios, a liquidez da carteira dos fundos”, disse Maeda, acrescentando:

“Ou seja, além de termos visão mais ampla das informações prestadas pelos fundos, também validar a consistência desses dados”.

Marcelo Barbosa, presidente da CVM, elogiou a ação dos colegas:

“Esse trabalho realizado pelos servidores da CVM é de alta qualidade, sendo benéfico para o mercado, uma vez que a supervisão da Autarquia para liquidez em fundos de investimento estará ainda mais efetiva”.

Publicidade

A CVM disse também que em breve vai publicar um ofício circular para o mercado em geral a fim de explicar detalhadamente como será a nova forma de supervisão. Prometeu também a informação por meio de um Webinar. 


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns