Imagem da matéria: CVM cobra linguagem clara em ofertas de investimentos de fundos no exterior
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publicou na quinta-feira (27) um ofício circular direcionado a gestores e distribuidores de fundos de investimento. Nele, a autarquia cobra uma linguagem clara nas ofertas de investimentos de fundos brasileiros no exterior.

Segundo o documento, o objetivo é tornar as comunicações de fundos de investimento ao público investidor  — tanto no Brasil como no exterior — mais claras e bem informadas. Ou seja, “é fundamental que a comunicação com o investidor evite induzi-lo a erro”.

Publicidade

O alerta é de Daniel Maeda, Superintendente de Relações com Investidores Institucionais (SIN). O departamento da CVM é responsável pela observância de normas relacionadas aos registros e à divulgação de informações sobre um produto ou gestão financeira.

Segundo Maeda, o ofício propõe uniformizar o tratamento em alguns desses materiais publicitários, reduzindo a possibilidade de ruídos de comunicação.

“As publicidades dos fundos de investimento regidos pela Instrução CVM 555 devem permitir que o investidor analise os objetivos, propósitos, as estratégias e características do fundo de maneira objetiva e clara, para tomar decisões de maneira mais segura”, disse o superintendente.

CVM alerta pontos principais

Conforme o ofício circular, a CVM esclarece que a linguagem utilizada em materiais publicitários de fundos de investimentos deve deixar claro os seguintes pontos:

Publicidade
  • Que a eventual participação dos investidores na oferta se dará por meio de um fundo de investimento, de modo que seus cotistas não sejam acionistas da companhia.
  • Que o desempenho do fundo poderá não corresponder ao desempenho esperado por conta de que a rentabilidade pode ser afetada por taxas
  • E que não há garantia de que o fundo efetivamente participará da oferta pública, em razão do diferente conjunto de regras que podem reger as ofertas públicas a depender da jurisdição envolvida.

O documento termina ressaltando que que qualquer material de divulgação utilizado por fundos de investimento com essas características não pode induzir investidores a crer que participam diretamente do processo de oferta pública de ações ou demais ativos financeiros da companhia emissora.

Segundo o texto, vale também alertar esses investidores que eles não farão jus ao mesmos desempenhos, direitos e prerrogativas próprios dos acionistas da companhia. 


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
Imagem da matéria: Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao "Faraó do Bitcoin"

Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao “Faraó do Bitcoin”

Réu é acusado de ser responsável pela segurança do criador da GAS Consultoria e vender armas para a organização criminosa
Marcos Pasquim promove Mineradora Manah

Manah: Mineradora de ouro promovida por galãs da Globo é acusada de dar calote em investidores

Promovida por Márcio Garcia e Marcos Pasquim, a Mineradora Manah prometia pagar 3% ao mês aos investidores, mas agora está sendo acusada de calote no Reclame Aqui e nas redes sociais