ports trader day trade youtube
Suriel Ports trader vem enfrentando problemas na internet (Foto: Reprodução/Youtube)

A alta popularidade teve mais de um lado negativo para o youtuber Suriel Ports Trader. Além de ter sido alvo de diversas piadas e memes, o gaúcho de 26 anos está tendo que aguentar ver seus cursos pirateados na internet e vendidos abaixo do preço no Mercado Livre e no Facebook.

Em sua loja oficial na plataforma Hotmart, o curso chamado “Mestre dos Candles 3.0”, que possuiu mais de 30 horas de aula, custa R$ 997 (parcelado em até 12 vezes de R$ 97 no cartão de crédito). Ports tem até mesmo um selo no seu perfil no qual é chamado de “best seller” (campeão de vendas).

Publicidade

Ele vem enfrentando, contudo, um problema crescente: seus cursos vem se espalhando por diversas plataformas sem que ele tenha controle. No Mercado Livre, por exemplo, é possível encontrar o mesmo produto citado acima por R$ 26,90.

Em outro caso, são oferecidos 8 cursos por R$ 49. Conforme dados do perfil do vendedor, foram realizadas 24 vendas em 21 dias. Nem todas são dos cursos piratas de Ports, pois o mesmo perfil também oferece as aulas do trader Rodrigo Cohen.

Cursos Piratas no Mercado Livre

No Facebook, o problema não é muito diferente. Uma postagem patrocinada de uma loja online chamada Net Produto está sendo impulsionada na rede social com a mesma finalidade — vender um curso pirata de Ports, que promete ser entregue via Google Drive.

Em ambos os casos não fica clara qual a identidade do vendedor e pode até mesmo se tratar de um golpe, não havendo produto algum.

Publicidade

Mais problemas para Ports Trader

Os próprios cursos do youtuber vêm recebendo diversas críticas na plataforma Reclame Aqui. Conforme mostrou o Portal do Bitcoin, os problemas com os clientes do vendedor original estão se acumulando. Há relatos sobre a baixa qualidade das aulas, da completa falta de suporte e da falta de mentoria exclusiva.

O gaúcho ganhou projeção nas últimas semanas após usar as técnicas de marketing da Empiricus e invadir as redes sociais com propagandas cheias de promessas de riqueza rápida e fácil.

Nos vídeos mais famosos, ele aparece fazendo trades para pagar um tênis ou um croissant. Investidores tradicionais do mercado afirmam de tratar de técnicas de marketing, não de operações no mercado financeiro real.

*Atualização: O título da matéria foi alterado para melhor entendimento


VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos