Imagem da matéria: Crypto Burgers: hackers invadem jogo blockchain e roubam R$ 4,2 milhões em criptomoedas
Crypto Burgers (Imagem: divulgação)

O jogo play-to-earn Crypto Burgers foi alvo de um ataque hacker na madrugada desta segunda-feira (17) que roubou o equivalente a R$ 4,2 milhões em BURG, o token nativo do jogo. 

A empresa líder no ramo de auditoria de códigos de criptomoedas, CertiK, foi a primeira a notar a exploração e explicou no Twitter como ela foi possível:

Publicidade

“O ataque foi causado por uma vulnerabilidade de contrato inteligente que permite que o token seja queimado em qualquer conta. Por favor, não interaja [com o contrato]”, escreveu os analistas.

Essa falha dentro do contrato inteligente do jogo permitiu que os invasores fizessem múltiplos ataques flash loan — ofensiva na qual um hacker toma um empréstimo instantâneo de um protocolo e utiliza uma série de truques para manipular o mercado a seu favor.

Os empréstimos são úteis nesses tipos de ataques porque permitem fácil acesso a capital – em apenas alguns segundos, o invasor pode pedir criptomoedas emprestadas, explorar uma vulnerabilidade de milhões de dólares e pagar o empréstimo inicial.

O Crypto Burgers é um jogo play-to-earn construído na Binance Smart Chain que permite que os usuários construam seus próprios sanduíches com ingredientes que possuem diferentes níveis de raridade — quanto mais raro seu lanche, maior sua recompensa.  

Publicidade

Crypto Burgers é acusado de aplicar rug pull 

Como era de se esperar, ganhou força na comunidade a suspeita de que os próprios desenvolvedores do Crypto Burgers estavam por trás do ataque.

“O rug pull do Crypto Burger foi o mais forte nos últimos meses, quase US$ 1 milhão foi roubado. Isso porque foi um mega projeto promovido por criadores de conteúdo. É irresponsável subir conteúdo de projetos não certificados”, tuitou Manu Terrones Godoy, youtuber argentino de jogos blockchain. 

O perfil oficial do Crypto Burgers no Twitter confrontou o usuário dizendo que “não roubou nada”, mas Terrones continuou:

“Não sei se foram os desenvolvedores ou um exploit não intencional. Mas o erro está em lançar um token sem auditoria. Se isso tivesse sido feito, não haveria exploração”.

A Certik, empresa que fez o alerta do ataque à comunidade, esclareceu que não foi procurada para fazer auditoria do contrato, um processo que poderia identificar e eliminar a vulnerabilidade.

Publicidade

Reparando os danos

No servidor oficial do jogo no Discord, os desenvolvedores tentaram acalmar a comunidade do Crypto Burgers prometendo que não vão abandonar o projeto e explicando como farão para reparar os danos causados pelo ataque.

O primeiro passo será entrar em contato com a equipe da Binance — já que o jogo foi criado na Binance Smart Chain — para rastrear a carteira que os hackers usaram para roubar os fundos e tentar recuperar o dinheiro.

Eles também se comprometeram em contatar a CertiK para descobrir como o ataque foi possível e avaliar a sua correção. 

Por fim, a solução definitiva dos desenvolvedores será criar uma nova criptomoeda do zero para substituir o token BURG.

“Em novo token será criado o mais rápido possível juntamente com um novo contrato onde a liquidez será adicionada novamente. Este processo será realizado o mais rápido possível”, escreveu a equipe do jogo prometendo que o contrato com sua respectiva auditoria será divulgado em breve.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin voltam a captar mais US$ 100 mi por dia nos EUA; Ex-diretor da FTX pede 18 meses de prisão

Mercado também começa a se preparar para veredito final da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais