Imagem da matéria: Crítico do Bitcoin, Paul Krugman é excluído de sistema de pagamento centralizado e comunidade cripto não perdoa
Paul Krugman. Foto: Shutterstock

O economista vencedor do Prêmio Nobel, Paul Krugman, virou o alvo de ironias da comunidade das criptomoedas nesta quarta-feira (8). Isso porque o intelectual foi ao Twitter reclamar que a empresa de serviços financeiros Venmo simplesmente o havia excluído do sistema sem nenhuma justificativa, ficando impossibilitado de fazer transferências.

Logo a comunidade viu a ironia de um dos mais notórios críticos do Bitcoin estar reclamando de ter sido excluído de um sistema de pagamentos no qual uma entidade centralizada define quem pode ou não participar – o exato oposto do que o Bitcoin propôs e coloca em prática.

Publicidade

Um usuário do Twitter respondeu o comentário com um print de Paul Krugman publicando na mesma rede social que a Venmo poderia fazer tudo que as criptomoedas fazem e que não existiriam motivos para usar o método de blockchain “a não ser que você queira comprar drogas ou encomendar um assassinato”.

O seguidor provocou: “Você estava tentando comprar drogas ou um assassinato?”.

CZ entra na conversa

Quem também apareceu na conversa foi Changpeng “CZ” Zhao, o criador da Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo. O executivo respondeu com um emoji rindo e dizendo: “Todo mundo estará em cripto, eventualmente”.

Paul Krugman e o Bitcoin

Um dos economistas mais importantes da atualidade, Paul Krugman já falou diversas vezes sobre Bitcoin – quase sempre de forma negativa.

No mês de julho de 2018, no The New York Times, fez criticas de alguns aspectos sobre o bitcoin e demais criptomoedas, como as cobranças pelas transações e a falta de valor intrínseco em seu valor. Para ele, os criptoativos estariam fazendo o sistema monetário “retroceder trezentos anos”.

Publicidade

Depois, o tom ficou mais brando. Em uma conferência ChainXChange em Las Vegas (EUA), feita em agosto de 2018, Krugman admitiu que há alguma chance para o Bitcoin ser valioso no futuro e que ele poderia ter mais utilidade que o ouro, visto que em sua opinião o metal está “morto”. A palestra não está online, mas teve cobertura do site Nulltx.

Mas em maio de 2021 ele voltou com críticas pesadas. O Nobel disse que o Bitcoin (BTC) tem semelhanças com o esquema Ponzi criado por Bernie Madoff, não teria nada de inovador e não desempenharia nenhum papel na economia. Além disso, para ele, a criptomoeda geralmente estaria associada com atividades criminosas – como lavagem de dinheiro e ataques virtuais – e não seria usada por pessoas normais e cumpridoras da lei.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Kavak vai tokenizar R$ 30 milhões para financiar operação de venda de carros usados no Brasil

Kavak vai tokenizar R$ 30 milhões para financiar operação de venda de carros usados no Brasil

A startup mexicana de compra e venda de carros usados Kavak concluiu, em parceria com a Liqi, a tokenização de R$ 5,4 milhões em notas comerciais
Dedo indicador apoia bolo de dinheiro em forma digital

LIFT Lab do BC retorna com edição focada em blockchain, tokenização e cripto

Desde 2018, projetos que chegaram na fase de aceleração do LIFT Lab receberam R$ 400 milhões da iniciativa privada para serem desenvolvidos
Imagem da matéria: Ex-executivos da FTX receberão sentença até novembro

Ex-executivos da FTX receberão sentença até novembro

O diretor de engenharia, Nishad Singh, receberá a pena no dia 30 de outubro, e o CTO, Gary Wang, no dia 20 de novembro
Bandeira do Japão com moedas de bitcoin

Empresa japonesa intensifica compra de Bitcoin em meio ao baixo crescimento econômico

A Metaplanet Inc. comprou mais 42 BTC, avaliados em US$ 2,4 milhões, enquanto a economia do Japão enfrenta ventos contrários