Imagem da matéria: Crítico do Bitcoin, Paul Krugman é excluído de sistema de pagamento centralizado e comunidade cripto não perdoa
Paul Krugman. Foto: Shutterstock

O economista vencedor do Prêmio Nobel, Paul Krugman, virou o alvo de ironias da comunidade das criptomoedas nesta quarta-feira (8). Isso porque o intelectual foi ao Twitter reclamar que a empresa de serviços financeiros Venmo simplesmente o havia excluído do sistema sem nenhuma justificativa, ficando impossibilitado de fazer transferências.

Logo a comunidade viu a ironia de um dos mais notórios críticos do Bitcoin estar reclamando de ter sido excluído de um sistema de pagamentos no qual uma entidade centralizada define quem pode ou não participar – o exato oposto do que o Bitcoin propôs e coloca em prática.

Publicidade

Um usuário do Twitter respondeu o comentário com um print de Paul Krugman publicando na mesma rede social que a Venmo poderia fazer tudo que as criptomoedas fazem e que não existiriam motivos para usar o método de blockchain “a não ser que você queira comprar drogas ou encomendar um assassinato”.

O seguidor provocou: “Você estava tentando comprar drogas ou um assassinato?”.

CZ entra na conversa

Quem também apareceu na conversa foi Changpeng “CZ” Zhao, o criador da Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo. O executivo respondeu com um emoji rindo e dizendo: “Todo mundo estará em cripto, eventualmente”.

Paul Krugman e o Bitcoin

Um dos economistas mais importantes da atualidade, Paul Krugman já falou diversas vezes sobre Bitcoin – quase sempre de forma negativa.

No mês de julho de 2018, no The New York Times, fez criticas de alguns aspectos sobre o bitcoin e demais criptomoedas, como as cobranças pelas transações e a falta de valor intrínseco em seu valor. Para ele, os criptoativos estariam fazendo o sistema monetário “retroceder trezentos anos”.

Publicidade

Depois, o tom ficou mais brando. Em uma conferência ChainXChange em Las Vegas (EUA), feita em agosto de 2018, Krugman admitiu que há alguma chance para o Bitcoin ser valioso no futuro e que ele poderia ter mais utilidade que o ouro, visto que em sua opinião o metal está “morto”. A palestra não está online, mas teve cobertura do site Nulltx.

Mas em maio de 2021 ele voltou com críticas pesadas. O Nobel disse que o Bitcoin (BTC) tem semelhanças com o esquema Ponzi criado por Bernie Madoff, não teria nada de inovador e não desempenharia nenhum papel na economia. Além disso, para ele, a criptomoeda geralmente estaria associada com atividades criminosas – como lavagem de dinheiro e ataques virtuais – e não seria usada por pessoas normais e cumpridoras da lei.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

O ex-ministro Tareck El Aissami foi preso por participar de esquema que desviou US$ 15 bilhões da venda de petróleo usando criptoativos
Imagem da matéria: Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

BRX Finance busca aproveitar as potencialidades da blockchain para criar uma infraestrutura financeira mais eficiente, acessível e transparente para todos os brasileiros
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Bitcoin e Ethereum vão em direções opostas nesta sexta-feira (5), com investidores globais atentos aos dados do mercado de trabalho nos EUA
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação