Imagem da matéria: Criptomoedas Trarão Forte Disrupção, Diz Diretora do FMI

Christine Lagarde, diretora-gerente do fundo monetário internacional (FMI), advertiu que bancos centrais e serviços financeiros precisam prestar mais atenção às criptomoedas.

Falando à CNBC nas Reuniões Anuais do FMI em Washington D.C., Lagarde disse:

Publicidade

“Eu acho que estamos prestes a ver fortes disrupções”.

De acordo com Lagarde, as criptomoedas poderiam desempenhar um papel futuro na atualização da própria moeda interna do FMI, um recurso de reserva denominado Special Drawing Right (SDR).

Ela disse: “O que estaremos procurando é como essa moeda, o SDR pode realmente usar a tecnologia para ser mais eficiente e menos dispendiosa”.

O FMI vem explorando o potencial da tecnologia por algum tempo, focando tanto os pagamentos transfronteiriços quanto a possibilidade de uma criptomoeda com suporte bancário central.

Além disso, como diretora-gerente do fundo, Lagarde tem sido uma notável defensora da tecnologia.

Falando na conferência de Londres no mês passado, ela disse que as criptomoedas podem dar trabalho às moedas tradicionais, enquanto em junho, Lagarde argumentou que a tecnologia blockchain poderia ser usada como um meio para combater a fraude financeira e o financiamento do terrorismo.

Em sua conversa com a CNBC, Lagarde falou contra a a declaração de Jamie Dimon, do JPMorgan Chase, que chamou o bitcoin de “fraude” no mês passado e alertou contra a categorização errônea das criptomoedas como especulativa ou fraudulenta.

Lagarde aconselhou: “É muito mais do que isso também”.

Leia Também: Chefe do FMI Diz não ser Inteligente Ignorar as Criptomoedas

Preço do Bitcoin Vai Colapsar, Diz Ex-Economista do FMI

VOCÊ PODE GOSTAR
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã
Rafael Rodrigo , dono da, One Club, dando palestra

Clientes acusam empresa que operava opções binárias na Quotex de dar calote milionário; dono nega

Processos judiciais tentam bloquear R$ 700 mil ligados à One Club, empresa de Rafael Rodrigo