Imagem da matéria: Criador da LUNA pede que reguladores dos EUA adiem julgamento para que possa comparecer
Do Kwon em janeiro de 2021. (Imagem: Reprodução/Delphi Media)

O cofundador da Terraform Labs, empresa por trás do ecossistema Terra (LUNA), Do Kwon, solicitou que um tribunal dos EUA adie o julgamento da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) contra ele, enquanto aguarda sua extradição de Montenegro, onde está preso atualmente.

Em um documento visto pela primeira vez pelo Inner City Press, os advogados de Kwon afirmaram que, como sua extradição não deve ocorrer até fevereiro ou março, um adiamento para meados de março “ofereceria uma possibilidade realista para o Sr. Kwon comparecer”.

Publicidade

Caso o tribunal recuse adiar a data do julgamento, acrescentaram os advogados de Kwon, o cofundador da Terra pretende pedir que o tribunal forneça ao júri uma instrução sobre sua ausência e sua incapacidade de depor que não seja “injustamente prejudicial” a ele.

A extradição de Do Kwon para os Estados Unidos foi colocada em revisão por um tribunal em Montenegro, onde ele cumpre atualmente uma sentença de quatro meses por uso de passaportes falsificados.

O cofundador da Terra foi alvo de uma disputa jurisdicional entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, ambos buscando acusações criminais contra ele por seu papel no colapso do ecossistema Terra em 2022.

As acusações contra Do Kwon

Kwon enfrenta acusações criminais de fraude nos Estados Unidos por procuradores federais em Nova York, além de uma ação civil movida pela SEC, que o acusou de “orquestrar uma fraude de títulos de criptoativos de vários bilhões de dólares”.

Publicidade

Enquanto isso, os procuradores sul-coreanos acusaram Kwon de crimes financeiros, incluindo fraude, violações das leis de mercado de capitais, manipulação de volumes de transações usando “trader bots” e suborno. De acordo com Dan Sunghan, do departamento de investigação de crimes financeiros no Ministério Público do Distrito Sul de Seul, Do Kwon corre o risco de pegar mais de quatro décadas de prisão.

As acusações estão relacionadas ao espetacular colapso do ecossistema da Terra após sua stablecoin algorítmica, a TerraUSD (UST), desvincular-se do dólar em 2022. O efeito dominó do colapso da Terra reverberou para fora, contribuindo para um mercado de baixa que levou diversas empresas cripto com exposição ao ecossistema da Terra a declarar falência.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO