Imagem da matéria: Credora americana deve quase meio bilhão de dólares à Celsius
(Foto: Shutterstock)

EquitiesFirst, uma empresa de serviços financeiros tradicionais (TradFi), deve US$ 439 milhões à insolvente credora de criptomoedas Celsius, de acordo com um artigo publicado pelo Financial Times nesta sexta-feira (15).

Duas fontes não identificadas contaram ao FT que a EquitiesFirst, com sede na cidade americana de Indianápolis e especialista em empréstimos com garantias em ações, é a anônima devedora listada no documento de recuperação judicial da Celsius. A EquitiesFirst começou a fazer negócio com a empresa em 2019, segundo o documento.

Publicidade

Agora, a dívida pendente faz parte dos bilhões de dólares que a plataforma cripto deve a clientes.

A Celsius havia suspendido saques de clientes em junho, afirmando que precisava “estabilizar a liquidez” à medida que o preço do bitcoin e de outros criptoativos despencava. Reguladores começaram a investigar a situação e a plataforma entrou com um pedido de recuperação judicial esta semana.

O passivo da credora cripto totaliza US$ 5,5 bilhões — grande parte dessa quantia compõe a dívida que deve pagar a seus usuários — e seu documento de recuperação judicial mostra que seus passivos superam seus ativos em US$ 1,2 bilhão.

O artigo do FT desta sexta também alega que a pendência de US$ 439 milhões da EquitiesFirst é composta por US$ 361 milhões em dinheiro e 3.765 BTC.

A EquitiesFirst começou a oferecer empréstimos com garantia em criptomoedas em 2016. A Celsius começou a tomar empréstimos da EquitiesFirst em 2019 para fornecer suporte a suas próprias operações, de acordo com o pedido de recuperação judicial.

Publicidade

Em julho de 2021, a Celsius iria pagar uma de suas dívidas e recuperar a garantia, mas foi informada que não poderia recebê-la imediatamente. Na época, a EquitiesFirst devia US$ 509 milhões à Celsius e essa quantia vem sendo paga desde 2021.

Celsius é uma das diversas plataformas cripto que prometiam retornos “bons demais para ser verdade” apenas para ter sérios problemas financeiros quando o ecossistema cripto entrasse em um mercado de baixa.

Outras credoras cripto, como BlockFi e Voyager Digital, receberam enormes resgates financeiros de Sam Bankman-Fried, CEO da corretora FTX, após fazerem uma má gestão de seus fundos.

O Decrypt entrou em contato com a Celsius e a EquitiesFirst, mas não recebeu uma resposta imediata de nenhuma das empresas.

Publicidade

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

ETFs de Bitcoin estão de volta? Ganhos de R$ 1,9 bilhão marcam o melhor dia em mais de um mês

ETF da Grayscale teve mais entradas do que saídas pela primeira vez em semanas
Imagem da matéria: MB estreia no ranking de Exchange Benchmark em 1º lugar no Brasil

MB estreia no ranking de Exchange Benchmark em 1º lugar no Brasil

O relatório semestral, realizado pela CCData, é considerado uma estrutura robusta para classificar a atuação de exchanges do Brasil e do mundo
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Toncoin valoriza com a notícia do lançamento de um dos tokens mais esperados da rede: Notcoin (NOT)
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses