Imagem da matéria: Corretora vai pedir doações de criptomoedas para Ucrânia em comercial no Oscar
Foto: Shutterstock

A corretora de criptomoedas Crypto.com vai exibir um comercial durante os intervalos da cerimônia do Oscar que acontece na noite deste domingo (27).

Ao mesmo tempo que promoverá seus serviços, a empresa vai direcionar os holofotes para um assunto importante: a guerra entre Ucrânia e Rússia.

Publicidade

O objetivo do comercial será sensibilizar os telespectadores a fazer doações para a ajudar o povo ucraniano que se vê no centro do conflito, necessitados de itens mais básicos como comida e medicamentos.

“A crise humanitária causada pelo conflito na Ucrânia continua a aumentar e acredito que é nossa responsabilidade apoiar os necessitados”, escreveu no Twitter o CEO do Crypto.com, Kris Marszalek.

Em outra mensagem, ele revelou que usará o espaço que a Crypto.com terá na transmissão como uma das patrocinadoras da cerimônia, para lançar uma campanha especial em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC).

Até o dia 31 de março, todas as doações de criptomoedas feitas para a Cruz Vermelha através da plataforma Crypto.com, serão igualadas pela empresa. Ou seja, se um usuário doar R$ 100, a corretora também doará essa mesma quantia em seu nome.

Publicidade

De acordo com a página de doações do Crypto.com, a empresa vai igualar as doações de até US$ 1 milhão (R$ 4,8 milhões). 

O comercial que provavelmente será transmitido no Oscar já está circulando nas redes sociais desde sexta-feira (25). O vídeo (veja abaixo) é minimalista e traz as seguinte mensagem: “pão, sopa quente, cobertores, medicamentos, bandagens, baterias, lanternas, abrigo, esperança… Na Ucrânia, o básico é agora essencial”.

Ucrânia abraça criptomoedas

Os tokens não fungíveis (NFT) se tornam uma nova forma do governo da Ucrânia arrecadar fundos para apoiar o exército e os civis impactados pela guerra com a Rússia.

Na sexta-feira (25), o Ministério de Transformação Digital da Ucrânia liberado por Mykhailo Fedorov, lançou uma coleção de NFTs que retrata os momentos mais marcantes do conflito.

Publicidade

Assim que a guerra começou, a Ucrânia abraçou as criptomoedas e começou a aceitar doações de Bitcoin (BTC)Ethereum (ETH) e até mesmo Dogecoin (DOGE)

Por meio dos criptoativos, o governo ucraniano já foi capaz de arrecadar mais de mais de R$ 300 milhões, um dinheiro que está sendo usado para a compra de comida à equipamentos militares.

Outro marco significativo dessa aproximação da Ucrânia com o mercado cripto aconteceu na última quarta (17), quando o presidente Volodymyr Zelensky aprovou uma lei que legaliza as criptomoedas no país e obriga que bancos abram contas para empresas da área.

VOCÊ PODE GOSTAR
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

Manhã Cripto: Bitcoin cai para US$ 60 mil; Trump defende criptomoedas e faz memecoin subir 155%

No Brasil, investidores reagem à decisão do Copom de reduzir em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros (Selic)
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Pessoa inserindo chip no celular

Justiça manda TIM pagar R$ 21 mil a cliente que teve celular clonado e perda de criptomoedas

A partir da clonagem do celular, os invasores tiveram acesso ao email e posteriormente a uma carteira cripto na Binance