Imagem da matéria: Corretora Mercado Bitcoin abre sete vagas de emprego e busca Trader
Foto: Shutterstock

A corretora brasileira de criptomoedas Mercado Bitcoin abriu sete vagas de emprego para várias áreas, como de desenvolvimento de software, trading e design. Todas as vagas são para São Paulo, onde fica a sede da empresa.

Segundo informações no site, a plataforma de compra e venda de criptomoedas tem duas vagas a oferecer — Desenvolvedor Backend e Trader OTC (Mercado de balcão).

Publicidade

Para o Meubank, o banco digital da corretora, há vagas para Criador de conteúdo, Copywriter (Redator Publicitário); Desenvolvedor Backend; Desenvolvedor IOS e Designer.

De acordo com o Mercado Bitcoin, os desenvolvedores serão contratados na modalidade Pessoa Jurídica (PJ) e as demais vagas são para efetivos.

O cargo de desenvolvedor Backend, por exemplo, exige experiência com as linguagens Python ou GoLang. Além disso, o candidato terá de ter também vivência com desenvolvimento de API’s.

“Para ser a melhor exchange de criptoativos, precisamos dos melhores parceiros, os melhores processos, os melhores clientes e, claro, os melhores colaboradores”, diz a empresa na página de inscrição.

Publicidade

Mercado Bitcoin busca Trader

Para Trader OTC, a empresa exige conhecimento avançado na ferramenta Excel e em Inglês.

De acordo com a descrição da vaga, o contratado irá realizar tarefas como junção de grandes ordens de negociação; atendimento a clientes; ler o cenário e avaliar as opções; organizar planilhas e elaborar relatórios.

Ainda segundo a descrição das vagas, para os desenvolvedores de Backend e IOS, a empresa oferece o Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e horário flexível.

A Mercado Bitcoin também possui uma página para cadastro de currículos para quem não se enquadra nas vagas atuais. As informações do interessado fica no banco de dados da empresa para caso de vagas que forem surgindo.


VOCÊ PODE GOSTAR
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024