Imagem da matéria: Corretora Huobi muda de nome e passa a se chamar  HTX
Evento de anúncio da mudança de nome da Huobi para HTX

A exchange de criptomoedas Huobi anunciou nesta quarta-feira (13) a mudança do seu nome para HTX em comemoração ao seu décimo aniversário.

Nas últimas horas, a Huobi alterou a sua marca e nome em todas as redes sociais, além do site oficial e também em seus produtos, como por exemplo o recém-rebatizado HTX Earn.

Publicidade

Leia também: Fundador da corretora Huobi é “suspeito” de comprar mansão de R$ 636 milhões

Em comunicado, a corretora explicou o novo nome: o “H” vem de Huobi, o “T” é de TRON (ecossistema de criptomoedas criado por Justin Sun) e representa o compromisso da empresa em estar totalmente operante com o token, enquanto o “X” significa exchange.

A empresa não comentou a semelhança com o nome da falida FTX, de Sam Bankman-Fried, que provocou uma crise no mercado das criptomoedas ao derreter no final do ano passado.

“Olhando para HTX através da combinação de HT e X, HT representa o token nativo da plataforma enquanto o X simboliza exchange”, complementou a corretora, lembrando ainda que o X também é o número dez em algarismo romano, em homenagem ao aniversário da companhia.

Justin Sun, fundador da Tron e conselheiro da Huobi, apresentou a mudança do nome em Singapura.

Em nota, a HTX disse que sua “nova missão” é “construir um porto livre no metaverso com a visão de alcançar a liberdade financeira para 8 bilhões de pessoas no planeta”. “A HTX está embarcando em uma estratégia de crescimento de expansão global, ecossistema próspero, riqueza e segurança e compliance”, diz a corretora.

Publicidade

Período delicado

A agora HTX tem passado por períodos complicados, e apenas neste ano, Sun já injetou mais de US$ 400 milhões na corretora para tentar ajudar a sustentar as reservas da plataforma em meio a uma onda de saques dos clientes.

Os problemas da exchange começaram após a quebra da FTX, indicando que os investidores podem estar preocupados que a empresa não consiga se sustentar e possa seguir o mesmo caminho da companhia liderada por Sam Bankman-Fried.

Especialistas têm questionado os balanços da agora HTX e reforçado o clima de tensão sobre quanto tempo a corretora ainda vai conseguir se sustentar.

Em seu anúncio de hoje, a exchange reforçou que planeja “expandir os negócios globalmente, aventurando-se em novos mercados com perspectivas promissoras em vários países e regiões, mantendo ao mesmo tempo um crescimento equilibrado”.

Publicidade

Além disso, a empresa afirma que “está se esforçando” para promover o crescimento sustentável da descentralização, reduzindo o risco da negociação centralizada de criptomoedas “. “A HTX também fornecerá atualizações regulares da Prova de Reservas baseada na árvore Merkle e estabelecerá reservas de risco e fundos de liquidez”, completa o comunicado.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
Ministro Zhaslan Madiyev ex-gerente Binance Cazaquistão

Gerente da Binance é nomeado ministro de Desenvolvimento Digital no Cazaquistão

Depois de passagens por bancos e órgãos do governo cazaquistanês, Zhaslan Madiyev ocupa agora o maior cargo do Ministério de Desenvolvimento Digital, Inovações e Indústria Aeroespacial
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Imagem da matéria: El Salvador lança site de Bitcoin e revela quantas criptomoedas possui hoje; confira

El Salvador lança site de Bitcoin e revela quantas criptomoedas possui hoje; confira

Segundo os dados do mempool, El Salvador comprou 30 bitcoins no último mês