Correlação entre bitcoin e ouro em 2020 é a maior já vista

A Coin Metrics aponta para uma alta correlação entre ouro e Bitcoin, enquanto a VanEck mostra que a correlação só ficou mais forte desde março.

Ouro e bitcoin são dois ativos constantemente comparados um ao outro. (Foto: Shutterstock)


A correlação entre o ouro e o Bitcoin é bem alta e tem se mantido assim nos últimos meses. Essa é a conclusão do relatório mais recente da Coin Metrics.

Como visto no gráfico abaixo, durante a queda de março, impulsionada pelo coronavírus, o Bitcoin perdeu mais da metade de seu valor e bateu na faixa de US$ 4.000, enquanto o ouro foi negociado por menos de US$ 1.500.

Comparação entre os preços do Bitcoin e do ouro. Imagem: CoinMetrics.

Desde então, o preço do Bitcoin superou os US$ 10.000 e o ouro está atualmente sendo vendido por mais de US$ 1.700.

O gráfico acima sugere que fevereiro e março viram o Bitcoin e o ouro atingirem seus pontos mais baixos no ano, com o BTC perdendo mais da metade de seu valor em apenas alguns meses. Nos próximos dois meses, no entanto, os ativos se aproximaram e se moveram para níveis mais altos, com o BTC atingindo a marca de US$ 9.000 e o ouro subindo acima de US$ 1.700.

Os dados divulgados em abril pelo gerente de fundos mútuos VanEck confirmam. Isso mostra que a correlação entre Bitcoin e ouro tem sido a regra desde a queda do mercado no final de fevereiro, que ocorreu durante a disseminação inicial do coronavírus.

De meados ao final de março, a correlação do Bitcoin com o ouro subiu para 0,47, onde 1 é uma forte correlação positiva e -1 é uma forte correlação negativa.

No final de abril, a correlação entre Bitcoin e ouro aumentou para 0,49, enquanto VanEck observa um número acumulado no ano entre os dois de 0,42. Isso mostra que Bitcoin e ouro foram correlacionados de perto no último ano.

Mas esse nem sempre foi o caso. Olhando para a correlação entre o Bitcoin e ouro de 2012 a março de 2020, não há correlação entre os dois ativos – com apenas 0,03. Isso provavelmente se deve ao enorme aumento de preços do Bitcoin durante esse período.

“Observamos que a correlação do bitcoin com as classes de ativos tradicionais começou a aumentar durante a liquidação do mercado global induzida pelo COVID-19”, escreveu VanEck. “Mais notavelmente, a correlação do Bitcoin com o ouro alcançou níveis nunca antes vistos. Acreditamos que isso pode consolidar ainda mais seu potencial como ouro digital”.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co

Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br