Ilustração mostra mãos segurando moeda de bitcoin entre o polegar e o indicador
Shutterstock

Qala, uma organização sem fins lucrativos (ONG) africana pouco conhecida, tem treinado discretamente desenvolvedores para trabalhar em empresas Bitcoin e com a Lightning Network em todo o continente.

No início desta semana, o grupo anunciou que está obtendo o financiamento necessário para ampliar seus esforços – com um pequeno apoio do bilionário bitcoiner Jack Dorsey. E agora ele foi adquirido pela Btrust.

Publicidade

A Btrust, que é uma organização sem fins lucrativos dedicada à descentralização do desenvolvimento de softwares para BTC, anunciou nesta sexta-feira (8) a aquisição da Qala, disse a empresa em um comunicado de imprensa compartilhado com o Decrypt.

Após a aquisição, a Qala foi renomeada para “Btrust Builders Programme”.

“Esta é mais uma fusão estratégica do que uma aquisição financeira tradicional”, disse Femi Longe, líder do programa e ex-CEO da Qala, ao Decrypt por e-mail. A “aquisição”, acrescentou, “não foi por um valor monetário”.

Dorsey colaborou com o rapper Jay-Z para estabelecer a Btrust como um fundo cego para o desenvolvimento do Bitcoin em 2021, apoiado por 500 BTC no valor de US$ 23,6 milhões na época. A aquisição da Qala é sinérgica: a primeira fornece o financiamento, enquanto a última fornece a rede de talentos e o sistema educacional existentes.

O objetivo fundamental da organização recém renomeada permanece o mesmo: integrar e treinar engenheiros africanos que buscam carreiras em Bitcoin e no desenvolvimento na lightning. Os ex-alunos do grupo já passaram a trabalhar em diversas empresas do setor, incluindo SphinxChat, Galoy, Bitnob, Chaincode Labs, HeartBit, Ibex e Rigly.

Publicidade

Os desenvolvimentos dessas empresas provaram ser atraentes. Em 2022, a plataforma Galoy introduziu Stablesats, um novo método de transação de dólares sintéticos pela rede lightning do Bitcoin. No mês passado, a Chaincode Labs apresentou o ‘ChatBTC’, um spinoff do ChatGPT focado na educação sobre Bitcoin.

No futuro, no entanto, Longe disse que a organização sem fins lucrativos “desenfatizará” o treinamento de desenvolvedores para empregos, em vez de promover contribuições para projetos de código aberto BTC e Lightning, como o Bitcoin Core.

A Qala disse que vê uma promessa na evolução do Bitcoin na África como uma “moeda” em vez de apenas um “ativo digital”. O porta-voz do grupo citou empresas como Machankura (um serviço para transações de Bitcoin sem internet) e Bitnob (permitindo transferências de moeda inter-africanas alimentadas por BTC) como prova disso.

“Esses negócios servem de inspiração para uma nova geração de construtores começar a procurar maneiras de aproveitar os recursos que o Bitcoin oferece”, disse Longe.

*Traduzido por Rodrigo Tolotti com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
Imagem da matéria: Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

De 8 a 10 de outubro, pontos chave da cidade de Madri atrairão o ecossistema Web3 sob uma perspectiva de negócios, legal e técnica