silhueta de homem com celular e logo da coinbase no fundo
Shutterstock

O ataque à empresa financeira descentralizada Curve Finance em julho afetou todo o mercado de DeFi, e mesmo que grande parte do valor roubado tenha sido devolvido, um caso está chamando atenção: a Coinbase, maior exchange de criptomoedas dos EUA, lucrou cerca de US$ 1 milhão com o incidente.

O ataque hacker, ocorrido em 30 de julho na Curve, explorou um bug no código de alguns pools de liquidez. Um deles tinha Ether (ETH) e aIETH, um derivado de Ether emitido pela plataforma de empréstimos DeFi Alchemix.

Publicidade

Após o ataque, ocorreu um grande desequilíbrio entre os tokens ETH e alETH no pool, criando uma oportunidade de arbitragem, com players podendo comprar alETH com um grande desconto. Diante disso, um robô percebeu a oportunidade e comprou o alETH restante no pool por um valor muito baixo, vendendo-os rapidamente em seguida por frxETH (um outro derivado de ETH), e então trocou por ETH, segundo dados da blockchain.

O processo, porém, rendeu apenas 43 ETH para o robô, sendo que a maior parte do lucros ficou com a Coinbase, validadora do negócio, que recebeu uma taxa de 570 ETH. Taxas altas servem como incentivo para persuadir o validador a priorizar automaticamente a transação do robô antes de outros tentarem fazer a mesma coisa.

Essa estratégia com robôs é comum, mas controversa, e tem o nome de MEV (valor máximo extraível, na sigla em inglês). O valor pago em taxa com aIETH foi a segunda maior para uma única transação na história da blockchain do Ethereum, de acordo com um relatório da Flashbots, empresa líder de MEV.

Coinbase deve devolver taxa?

Apesar da corretora não ser obrigada a devolver o dinheiro, participantes do mercado têm comentado o fato da Coinbase não ter retornado os valores às vítimas do ataque.

Publicidade

Embora a maior parte dos US$ 73 milhões em ativos perdidos no hack tenha sido recuperado, o protocolo Alchemix – que perdeu US$ 22 milhões – disse que a Coinbase recusou pedidos para devolver o dinheiro que ganhou como resultado do roubo, segundo informações do CoinDesk.

Após a Curve oferecer uma recompensa, o hacker devolveu os US$ 22 milhões em ETH e aIETH roubados para a Alchemix, enquanto o robô de arbitragem também retornou o lucro de 43 ETH após pedido da plataforma DeFi.

Ao que tudo indica, a Coinbase, que ganhou US$ 1 milhão na operação, decidiu ficar com o lucro.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fazenda de Mineração de criptomoedas Salto del Guairá Paraguai -ANDE

Paraguai usa inteligência artificial para encontrar fazenda ilegal de mineração de Bitcoin

Autoridades apreenderam 176 ASICs em Saltos de Guairá com ajuda de sistema que mede a tensão de redes elétricas
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
Bob Burnquist

Bob Burnquist e sua cruzada para empoderar os artistas por meio da Web3

O skatista é membro ativo de duas DAOs e participou do Ethereum Rio para falar sobre como as comunidades estão se tornando um novo meio de conexão para os artistas
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes