Imagem da matéria: Com pauta trancada por MP, Senado volta a adiar votação da lei das criptomoedas
Senador Irajá, relator do PL das criptomoedas (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Após o adiamento registrado na semana passada, o plenário do Senado tentou votar nesta terça-feira (19) o Projeto de Lei 3.825/2019, que busca regulamentar o mercado de criptomoedas no Brasil. Mas a votação acabou sendo adiada novamente, pois a pauta da casa foi trancada pela necessidade de votar primeiro a Medida Provisória 1.075, que dá acesso de alunos de escolas privadas ao Prouni.

A pauta fica trancada enquanto essa MP, já aprovada na Câmara dos Deputados, não for votada pelo Senado.

Publicidade

Dessa forma, a casa legislativa acabou fazendo apenas a leitura do parecer do projeto. A leitura foi feita na tribuna pelo relator, senador Irajá (PSD/TO), que ressaltou os pontos mais importantes do texto proposto.

Ainda não há clareza quando deverá ser a nova tentativa de votação do projeto. O próprio relator previu que ela ficaria para a próxima terça-feira dia 26. No entanto, caso o plenário consiga votar ainda na noite desta terça a MP do Prouni, existe a possibilidade de que o PL das criptomoedas seja votado na quarta-feira (20).

Tramitação

Irajá juntou aos textos o Projeto de Lei 2303/15, do deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade/RJ), aprovado em dezembro do ano passado na Câmara dos Deputados.

Agora, se o apensado for aprovado no Senado, irá ser votado pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

Se for aprovado também na Câmara, segue para sanção presidencial – o senador Flávio Bolsonaro (Liberal-RJ), filho do presidente da República, deu voto favorável na Comissão de Assuntos Econômicos em texto muito parecido com o que está tomando forma.

Esse é um indicativo de que a família Bolsonaro vê com bons olhos a lei, o que pode indicar uma sanção sem maiores ressalvas.

Publicidade

Pontos fundamentais

Nesta terça-feira (19) Irajá ressaltou três pontos que considera fundamentais do projeto de lei.

O primeiro é que o Poder Executivo irá apontar uma entidade responsável por credenciar as corretoras de criptomoedas, que deverão ter sede no Brasil.

“Queremos garantir um ambiente seguro para a população que queira investir nesse mercado”, disse.

Nos bastidores, é dado como certo que esse órgão será o Banco Central, que ajudou na produção dos PLs e tem falado de cripto com frequência.

O segundo ponto destacado por Irajá é a tipificação dos crimes que forem feitos com criptomoedas. O PL altera o Código Penal e aumenta as penas de crimes que tiverem a área envolvida.

E por fim o senador falou do desejo de inserir o Brasil no mapa da mineração e criptomoedas. O texto prevê isenção de PIS, Cofins e IPI para materiais que sejam usados na prática, contanto que seja feita com energia de fontes limpas e renováveis.

“O Brasil não tem nenhuma participação nesse mercado. Podemos gerar emprego, criar negócios e trazer e desenvolver tecnologias”, disse.

VOCÊ PODE GOSTAR
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Projeto de Lei quer proibir uso de criptomoedas fruto de crimes durante processo penal

Deputado autor do PL afirma que em muitos casos, mesmo durante a investigação, acusados continuam a movimentar recursos do crime
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Novo estudo do LAPIN apresenta melhores práticas para regulação de criptomoedas no Brasil

White paper feito pelo LAPIN com apoio da Ripple traz diversos pontos e dados para ajudar na regulação do setor de criptomoedas brasileiro
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide