Imagem da matéria: Coinx cria cronograma para pagar clientes e pede devolução de saques duplicados
(Foto: Shutterstock)

Se vai ou não cumprir o prazo desta vez não há como saber: mas a corretora brasileira de criptomoedas CoinX publicou um cronograma de pagamentos dos saques retidos dos clientes desde o dia 16 de agosto.

primeira parcela está prevista para ser paga nesta terça-feira (04). As demais serão feitas nos dias 11, 18 e 25 de setembro e 2 de outubro, conforme um comunicado postado na página do Facebook da empresa.

Publicidade

A exchange fez também um espécie de mea culpa e reconheceu dois problemas internos que ajudaram no desgaste da confiança da empresa: a falta de colaboradores para atendimento ao cliente e a duplicidade de saques em dinheiro e criptomoedas

Sobre o último ponto, a empresa fez uma solicitação: “Pedimos aos usuários que tiveram saques de dinheiro ou criptomoedas duplicados que entrem em contato o mais rápido possível com a nossa área de atendimento, para informarmos o procedimento de devolução”.

A mesma mensagem também consta que a CoinX suspendeu novos cadastros e depósitos em dinheiro ou de criptomoedas até que o problema fosse resolvido. Uma atitude que demorou bastante tempo para ser tomada.

Ao final do texto, a corretora de criptomoedas pediu desculpas: “Pedimos desculpas pelo ocorrido e ressaltamos que os usuários afetados serão bonificados”.

Publicidade

O que aconteceu

Em um grupo do Whatsapp formado por pessoas prejudicadas pela empresa, calcula-se um prejuízo de no mínimo R$ 1 milhão.

Na semana passada, o gerente administrativo André Gardenal afirmou ao Portal do Bitcoin que o problema havia sido provocado pela inclusão de duas novas criptomoedas no sistema, ambas pouco conhecidas. Além disso, disse que os pagamentos seriam feitos na segunda-feira (27), o que não ocorreu.

A empresa, que tem sede em Curitiba, tem poucos funcionários. A sede fica na casa de um dos sócios minoritários, Myungsun Jung. Por mais estranho que pareça, segundo relatos de alguns clientes, o local está aberto. Embora Jung não fale português, ele tem recebido as pessoas desde que elas tirem os sapatos e coloquem pantufas para entrar no ambiente.

É uma das poucas coisas que passa algum tipo de sentimento de segurança a quem está com dinheiro preso na corretora — não há indícios de uma tentativa de fuga.

Publicidade

No site da Coinx, não há nenhuma referência sobre quem são os responsáveis pela empresa. O domínio da empresa, porém, está registrado em nome de Myungsun Jung, que possui outros empreendimentos em Curitiba como Moda Tiara Vestuário, Amigo Frango Lanchonete e escola de estética Golden Nail.

Documentos obtidos no Serasa mostram que a empresa tem mais três sócios. Os já citados Gardenal tem 5%, Myungsun Jung tem 19%. Os demais sócios são Yang Lim Chang Suh e Paula Yun Joo Chang, com 53% e 23% respectivamente.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido