Imagem da matéria: Coincheck Lucrou US$ 491 Milhões Antes de Ser Hackeada
Davidstar Warjri/Flickr

Monex Group, Inc., que administra a exchange japonesa Coincheck, ambos com sede em Tóquio, no Japão, divulgou o resultado do fechamento anual da corretora divulgou na última quinta-feira (26).

Finalizado no mês passado, os números divulgados revelam um lucro de 53,7 bilhões de ienes (US$ 491 milhões), resultado da arrecadação de 62,6 bilhões de ienes (US$ 573 milhões) em receita, contra apenas 8,8 bilhões de ienes (US$ 8,1 milhões) em despesas operacionais regulares.

Publicidade

A maior parte desse lucro ocorreu durante o período de 10 meses anteriores ao ataque hacker, em janeiro deste ano, no qual a corretora foi vítima do maior roubo da história das criptomoedas, que, na ocasião, hackers extraíram 500 milhões de tokens NEM. Isso gerou prejuízo de US$ 530 milhões à Coincheck.

Esse acontecimento fez com que a Coincheck operasse apenas parcialmente em fevereiro e março. Mesmo assim, a exchange acumulou mais de 500 milhões de ienes (US$ 4,5 milhões) em receita operacional ao longo dos dois meses.

O valor dos impostos pagos pela corretora referente ao ano fiscal foi de 6,3 bilhões de ienes (US$ 57,6 milhões). 

Foram abatidos, também, 47,3 bilhões de ienes (US$ 432 milhões) que foram destinados para pagamentos a usuários afetados pelo crime de forma a compensar as perdas no roubo histórico.

Publicidade

Aquisição da Coincheck

A bolsa japonesa Monex praticamente salvou a Coincheck ao comprar 100% de sua ações no início de abril. O valor pago na ocasião foi de 3,6 bilhões de ienes (US$ 33,5 milhões), mesmo com uma certa desconfiança de uma possível interferência da Agência de Serviços Financeiros do país (FSA) para que a corretora pudesse operar também no novo mercado de criptomoedas.

O grupo já vinha abrindo caminho para entrada no ecossistema criptográfico desde o ano passado, explorando e desenvolvendo aplicativos de blockchain ao criar um laboratório específico para criptomoedas batizado de ‘Money Cryptocurrency Lab’.

De acordo com a CCN, a Monex atualmente trabalha com o planejando de lançar seu próprio blockchain a fim usá-lo para gerenciar a negociação de produtos financeiros. Provavelmente o grupo deve promover em breve uma Oferta Inicial de Moedas (ICO) para a plataforma.

Leia também: Venezuela Fecha Duas Exchanges de Criptomoedas

BitcoinTrade

BitcoinTrade é a plataforma mais segura do Brasil para comprar e vender Bitcoin e Ethereum, junte-se agora a mais de 135 mil clientes satisfeitos. Gerencie também suas moedas digitais utilizando nosso aplicativo para dispositivos com iOS ou Android. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

Notcoin é um jogo baseado no Telegram que nos últimos meses acumulou um total de 35 milhões de jogadores
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas
Estátua da justiça e martelo de juiz à frente de bandeira do Canadá

Canadá multa Binance em R$ 22,5 milhões por violar as leis de combate à lavagem de dinheiro 

Agência do governo menciona falta de registro e ausência de relatório de transações enquanto corretora operou no país