Imagem da matéria: Coinbase começa a oferecer negociação de criptomoedas à vista fora dos EUA
Foto: Shutterstock

A exchange de criptomoedas Coinbase anunciou que a partir desta quinta-feira (14) lança uma nova etapa de seu processo de expansão internacional, com a possibilidade de negociação de criptomoedas à vista (spot) para clientes elegíveis fora dos Estados Unidos.

Em nota, a companhia disse que o lançamento visa atender às necessidades e demandas exclusivas de sua base global de usuários.

Publicidade

A partir do dia 14 de dezembro ficam listados os pares BTC-USDC e ETH-USDC via API para clientes institucionais, ou seja, negociação de Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) via stablecoin pareada ao dólar, o USDC.

“O nosso foco principal no início será construir liquidez e criar uma base sólida. Nos próximos meses, planejamos expandir o produto para incluir clientes de varejo, mais ativos e funcionalidades que permitam novas estratégias de negociação e melhorem a eficiência de capital”, disse a exchange.

Em sua conta no X (antigo Twitter), a Coinbase disse que continua expandindo para ser “uma pedra angular do ecossistema cripto global, oferecendo capacidades que redefinem os padrões da indústria, ao mesmo tempo que nos mantemos fiéis às raízes: confiança, segurança e facilidade de uso”.

Na nota emitida ao mercado, a empresa reconhece que existe um receio entre alguns emissores de ativos e membros da comunidade cripto em se envolverem com as exchanges dos EUA devido ao cenário regulatório incerto no país, mas que ela pode oferecer um serviço de negociação à vista confiável aos participantes.

Publicidade

Em setembro, a Coinbase lançou uma grande campanha nos EUA para defender que uma lei para o setor cripto seja aprovada no Congresso americano, o que trará mais clareza regulatória.

“Cripto precisa de uma legislação clara e sensata. A atual abordagem coloca em risco o emprego, a inovação e a liderança global”, disse a empresa na ocasião.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

Estima-se que foram importados para o país mais de 500 mil telefones celulares pela organização criminosa nos últimos cinco anos
Imagem da matéria: Circle é a primeira emissora de stablecoins a obter licença do MiCA na Europa

Circle é a primeira emissora de stablecoins a obter licença do MiCA na Europa

A Circle se tornou a primeira emissora global de stablecoin a se tornar compatível com o MiCA
Imagem da matéria: Juiz pede bloqueio de eventuais criptomoedas de ex-diretores da Americanas

Juiz pede bloqueio de eventuais criptomoedas de ex-diretores da Americanas

Sequestro de bens de ex-executivos da Americanas inclui ainda contas correntes e aplicações financeiras, veículos — aeronaves e embarcações — e imóveis
Imagem da matéria: Memecoins inspiradas em Trump saltam após decisão da Suprema Corte dos EUA

Memecoins inspiradas em Trump saltam após decisão da Suprema Corte dos EUA

Suprema Corte decidiu que Trump não pode ser processado e julgado por atos que cometeu enquanto era presidente dos EUA