Imagem da matéria: Cofundador da FTX admite que corretora usou números falsos para gerar fundo de seguros
Foto: Shutterstock

O cofundador da FTX, Gary Wang, disse em seu depoimento no julgamento de Sam Bankman-Fried na última sexta-feira (6), que o saldo informado do fundo de seguro da exchange de criptomoedas não representava fundos reais mantidos pela empresa.

“Por um lado, não há FTT no fundo de seguro”, disse Wang, em referência ao token nativo da FTX, de acordo com uma retranscrição do quarto dia do julgamento postada no Twitter pela BitMEX Research. “É apenas o número em dólares. E, segundo, o número aqui indicado não corresponde ao que estava na base de dados.”

Publicidade

Muitas exchanges cripto dependem de fundos de seguros como salvaguarda contra potenciais contratempos financeiros. Esses fundos são cruciais para garantir que as negociações bem-sucedidas dos usuários permaneçam ininterruptas, mesmo em meio a uma turbulência significativa do mercado.

“Então é um número falso?”, perguntou a promotoria. “Sim”, disse Wang.

Wang também esclareceu o método pouco convencional utilizado para determinar este equilíbrio.

Descrevendo o processo, ele mencionou que um número aleatório, cerca de 7.500, foi multiplicado pelo volume diário de negociação da exchange. O resultado, uma vez dividido por 1 bilhão, foi então apresentado como saldo do fundo de seguros no site da FTX.

Uma exposição foi exibida ao público, mostrando o suposto código usado para gerar o tamanho do fundo de seguro público.

Os privilégios da Alameda

Wang também admitiu ter permitido que a Alameda Research fizesse saques ilimitados implementando um recurso de saldo “allow_negative” no código da FTX, o que permitiu à Alameda Research negociar com liquidez quase ilimitada na exchange de criptomoedas. 

Publicidade

Na quinta-feira, Wang, que se declarou culpado e optou por cooperar com os investigadores, alegou que Bankman-Fried, ao lado de alguns associados próximos, havia se envolvido em fraude eletrônica.

Wang e Bankman-Fried partilham uma amizade de longa data, que remonta aos seus tempos de escola secundária. Wang foi fundamental na fundação da FTX, mas permaneceu relativamente nos bastidores em comparação com Bankman-Fried, que estava mais nos holofotes.

O julgamento de Bankman-Fried, que começou em 3 de outubro, deverá terminar em meados de novembro. Sam Bankman-Fried enfrenta sete acusações diferentes, que vão desde fraude eletrônica e lavagem de dinheiro até contribuições políticas não autorizadas.

Leia também: FTX: Tudo que você precisa saber sobre o julgamento de Sam Bankman-Fried

Caso seja considerado culpado, Bankman-Fried pode ser condenado a uma pena máxima de 110 anos.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Um programa de crescimento com aporte milionário de fundo cripto está sendo votado neste momento pelos usuários do GNO
Imagem da matéria: Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

O executivo Leo Kahn destacou no Ethereum Rio 2024 que apesar dos custos, indústria cripto deve incentivar ao máximo a descentralização
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021