Imagem da matéria: Chegada de Luna 2.0 é adiada para sábado; veja como será o lançamento
Novo logo da Luna 2.0 (Imagem: Terraform Labs)

A equipe da Terraform Labs, empresa que controla o ecossistema Terra, anunciou que o lançamento da Luna 2.0 não será mais nesta sexta-feira (27), como estava previsto. 

A estreia da nova versão da criptomoeda Luna foi adiada para este sábado (28) e deve acontecer por volta das 3h da madrugada, horário de Brasília.

Publicidade

“A comunidade tem trabalhado dia e noite para coordenar o lançamento da nova rede. Sujeito a possíveis alterações, esperamos que o Terra seja lançado em 28 de maio de 2022 por volta das 06:00 UTC (3h do Brasil)”, diz a empresa, em tuíte.

Na sua mensagem, a Terraform Labs detalhou como vai acontecer o lançamento da Luna 2.0 — o que engloba a criação de nova rede do zero que terá um bloco gênesis demarcando o início da blockchain.

Confira o que muda para os investidores e veja quais corretoras irão apoiar o lançamento.

Como será o lançamento

Os principais validadores do projeto vão receber da Terraform Labs o arquivo gênesis para produzir o bloco 1 da nova cadeia de forma simultânea, com a empresa coordenando a operação.

Os aplicativos nativos da rede, como Terra Station, Terra Finder (explorador de blocos) e Terra Observer (alimentador para dApps) terão suas funcionalidades liberadas quando a nova rede entrar no ar.

Publicidade

Já os projetos de finanças descentralizadas (DeFi) que existiam na versão antiga da blockchain — agora chamada de Terra Classic — não pré-existirão na rede e, portanto, precisarão passar por uma migração manual.

Cabe a cada projeto decidir se vai ou não continuar na rede. Embora a Terraform Labs afirme que muitos dApps se comprometeram em fazer a migração, uma parcela não quer mais continuar no ecossistema.

O Polygon aproveitou a oportunidade para criar o fundo multimilionário “Terra Developer Fund”, dedicado em financiar os projetos que decidam abandonar Terra e adotar Polygon como rede nativa.

Airdrop da Luna 2.0

A Terraform Labs confirmou nesta sexta-feira que o airdrop da nova versão da Luna será executado assim que a rede atualizada entrar no ar, durante o bloco gênesis. 

Publicidade

Os investidores que atualmente têm LUNA e UST na carteira — ou tinham antes do colapso da moeda —  serão beneficiados por um airdrop da nova moeda.

Quem ainda mantêm Luna e UST em exchanges também será incluído no airdrop, caso a respectiva corretora decida apoiar o lançamento da Luna 2.0.

As principais exchanges do mercado já confirmaram que darão suporte para a Luna 2.0 e repassarão aos clientes os tokens distribuídos no airdrop.

A Binance, Crypto.com, FTX, Gate.io, KuCoin, Bitfinex, Bitrue, OKX, Bybit e as corretoras brasileiras Nox Bitcoin e BitPreço são algumas que contarão com a nova versão da Luna. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Tela de computador com logotipo da Binance e lente de aumento

Binance vendeu direito de crédito de clientes na Genesis sem consentimento, diz jornal

Os supostos clientes afetados são da Gopax, corretora que a Binance comprou no ano passado para operar na Coreia do Sul
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

GameStop e AMC desabam com fim da euforia do retorno de Roaring Kitty

As ações memes da GameStop e AMC caíram drasticamente após a abertura dos mercados dos EUA na quinta-feira, recuando pelo menos 15%
Imagem da matéria: Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de "copia e cola"

Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de “copia e cola”

Após derrubar o preço da memecoin NORMIE, hacker ofereceu devolver fundos se os criadores do projeto fizerem melhorias no código