“Cartórios são arcaicos”, diz deputado do Novo ao defender uso de blockchain

“Cartórios são arcaicos”, diz deputado do Novo ao defender uso de blockchain
Após garantir na Justiça o direito de deixar o PSB, deputado estadual Bruno Souza se filiou ao Novo. (Foto: Guto Kuerten/Divulgação)


O deputado estadual de Santa Catarina Bruno Souza (NOVO) foi às redes sociais defender a tecnologia blockchain nos cartórios. Para ele, os cartórios são uma estrutura arcaica com custos e burocracias desnecessárias.

“A blockchain pode revolucionar todo o sistema de atos cartorários”, escreveu Souza em sua página no Facebook no dia 02 de julho.

De acordo com o deputado, é difícil implementar algo tão avançado. No entanto, ele argumenta que o Brasil tem tanto a necessidade quanto a capacidade para tal inovação.

Para contextualizar, Souza, que no Twitter se apresenta como o “Deputado Estadual mais econômico de Santa Catarina”, argumentou que os custos com cartórios são tão altos que a Caixa até os inclui nos financiamentos de imóveis.

Segundo ele, a taxa de cartório mais o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) somam até 5% do valor do imóvel. Ele cita também o tempo de espera para o tipo de registro; “leva 45 dias”, disse.

“Mais de 2,4 bilhões das famílias serão gastos com isso no 2º semestre de 2020”, apontou, acrescentando:

“Pra que esses custos todos se coma blockchain teríamos registro instantâneo a 0,6% do preço?



“Quanto mais rápido conseguirmos nos livrar de seus custos e burocracias desnecessárias, mais tempo sobra para gastar com o que realmente importa”, concluiu.

De acordo com informações da Assembleia catarinense, Souza faz parte de várias comissões, dentre elas, da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia e da Comissão de Finanças e Tributação.

Reprodução/Twitter

Blockchain nos cartórios

O segmento de cartórios no Brasil é um dos setores que estão na mira das startups de blockchain, justamente porque a tecnologia oferece a imutabilidade tanto em registros como em contratos. Outro ponto, como citou o deputado, seria pela desburocratização do setor.

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no ano passado os cartórios brasileiros arrecadaram R$ 15,9 bilhões


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br