Imagem da matéria: Braço do Itaú faz investimento na startup brasileira tokenização Liqi
Foto: Shutterstock

A Liqi, startup de tokenização de ativos baseada em blockchain, anunciou nesta terça-feira (11) que recebeu um aporte Série A de R$ 27,5 milhões liderado pelo fundo de Corporate Venture Capital do Itaú Unibanco; Oliveira Trust, empresa financeira referência em soluções para administração de fundos e serviços fiduciários no Brasil; e o fundo Honey Island by 4UM, criado em parceria entre a Honey Island Capital e a 4UM Investimentos.

Ao Portal do Bitcoin, a empresa disse que o aporte representa uma fatia de 27,5% — com valuation de R$ 100 milhões.

Publicidade

Conforme o comunicado à imprensa, a startup pretende utilizar o montante para dobrar a equipe em seis meses.

Para o CEO da Liqi, Daniel Coquieri, a chegada dos novos sócios fortalece a presença da empresa no mercado. “Estamos falando de grandes players do mercado tradicional apostando em cripto”.

“Desde que criamos a Liqi, nossa missão é conectar blockchain, tokens e criptomoedas ao mercado tradicional financeiro. Estamos muito felizes com essa rodada por contar com parceiros tão estratégicos e com sinergia com nosso negócio. A Liqi passa a ter sócios que aproximam a agenda cripto à regulatória, movimento importante para a viabilização do nosso proposito”,

Não é a primeira iniciativa de Coquieri no segmento. Ele foi um dos fundadores da corretora Bitcointrade, vendida para a argentina Ripio em janeiro de 2021.

Para Philippe Schlumpf, que está à frente do Kinea Ventures, “como um fundo de investimento de um dos principais bancos do país, investir na Liqi foi algo natural em função das tendências no mercado de tokenização e cripto. O potencial de modernização do mercado já é reconhecido mundialmente e acreditamos que, com a Liqi, teremos a oportunidade de acelerar em termos de inovação tecnológica e lançamento de novos produtos”. 

Publicidade

A Oliveira Trust é uma das maiores e mais tradicionais prestadoras de serviços de administração, custódia e escrituração de Fundos de Investimento, atua ainda no serviço de agente fiduciário em emissão de debêntures, LIGs, CRIs, CRAs e agente de garantia em operações estruturadas de securitização de direitos creditórios.

Para José Alexandre Freitas, CEO da companhia, “a Liqi é uma das empresas de tokenização com maior potencial de desenvolvimento de operações para o mercado de capitais e esse era o momento da Oliveira Trust de investir para oferecer aos clientes uma nova oportunidade de investimento, agregando valor à missão da empresa de trazer inovação para o tradicional”. 

Já o Honey Island by 4UM, fundo de investimento que conta com recursos dos controladores do Paraná Banco e do EBANX, aposta no crescimento exponencial da Liqi: “o nosso objetivo é apoiar empreendedores que pensam grande na construção de negócios transformadores, como a Liqi, que em pouco tempo já tem feito grandes mudanças no mercado de investimentos”, diz Léo Jianoti, membro do Comitê de Investimentos do Fundo.

Fundada em 2021, a startup possui dois produtos: a Liqi, corretora que conta com ofertas primárias de tokens emitidos por empresas parceiras e que podem ser adquiridos por investidores, e a Tokenize, plataforma B2B que é responsável pela infraestrutura da emissão dos tokens via blockchain.

Publicidade

“Para 2022, nossa expectativa é transacionar 10 bilhões de reais na emissão de tokens e criptomoedas. Para isso, vamos lançar novos produtos voltados ao investidor na plataforma da Liqi, como a abertura da oferta secundária, – que é a negociação de investidor para investidor -, uma vertical de NFTs, além das criptomoedas e outros serviços que estão no nosso radar”, finaliza Coquieri.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Grayscale desiste de lançar um ETF de futuros de Ethereum nos EUA

Grayscale desiste de lançar um ETF de futuros de Ethereum nos EUA

A gestora parece ter recuado da estratégia de levar a SEC aos tribunais para forçar a eventual aprovação de um ETF de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

As quedas resultaram em liquidações de US$ 148 milhões no mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Binance irá doar vouchers de tokens BNB para moradores do Rio Grande do Sul, enquanto Bitso, Foxbit, Bybit e OKX irão dobrar os valores doados por seus clientes
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin