Imagem da matéria: Bitcoin.org Ameaça Denunciar Publicamente Quem Apoia o SegWit2x

O Bitcoin.org ameaçou denunciar publicamente as empresas que suportam o SegWit2x e não se comprometeram a tratar as blockchains concorrentes como criptomoedas separadas no caso de uma divisão da blockchain.

Leia Também: Roger Ver Aposta 1000 Bitcoins no Hard Fork do SegWit2x

Publicidade

Na quinta-feira, o site Bitcoin.org publicou em seu blog revelando que denunciará publicamente os adeptos do polêmico hard fork do SegWit2x. O site, originalmente fundado por Satoshi Nakamoto, serve como um recurso de informações sobre o bitcoin. Como o primeiro resultado da pesquisa do Google para “Bitcoin”, o site serve como o gateway para muitas pessoas na comunidade de criptomoedas.

Os donos do domínio atuais do Bitcoin.org se opuseram à proposta do SegWit2x e ao correspondente Acordo de Nova York (NYA). Agora, apenas um mês a partir da data agendada para o fork, o Bitcoin.org está ameaçando colocar banners em todas as páginas do site denunciando as empresas que suportam o SegWit2x.

O anúncio diz:

“No dia 11/10/17 ao meio dia (UTC), o Bitcoin.org planeja publicar um banner em cada página do site alertando os usuários sobre os riscos de usar os serviços que usarão o Segwit2x (S2X) como padrão. Iremos nomear as empresas. Para garantir que os usuários estejam alertados contra as empresas que colocam seus bitcoins em risco, instamos todas as empresas a esclarecerem publicamente sua posição antes da data acima, seja por uma declaração pública altamente visível ou por comentar no github # 1835 do Bitcoin.org (ou fazendo as duas coisas) “.

Especificamente, o anúncio exige que as empresas que suportam o hard fork concordem em não listar a blockchain do SegWit2x como “BTC” ou “Bitcoin”. Além disso, eles devem declarar que não farão nada para “privar os usuários de seus bitcoins”, o que pode incluir creditar depósitos BTC como “S2X”, vender automaticamente as moedas de usuários derivadas da cadeia original ou usar o software SegWit2x sem a adição de opt – Proteção de repetição. Finalmente, os serviços de bitcoin devem comprometer-se a continuar a fornecer um serviço normal à blockchain original, após o hard fork.

O anúncio continua a listar 50 empresas que denunciará pelo nome, a menos que cumpram essas exigências, incluindo nomes proeminentes como Coinbase, BitPay, bitFlyer, Xapo e ShapeShift.

Resposta dos apoiadores do SegWit2x

Sem surpresa, os adeptos do SegWit2x não ficaram satisfeitos com a decisão. O desenvolvedor do BTC1, Jeff Garzik, chamou a atitude de “cultura de represálias” do Bitcoin Core, que incluiu sua expulsão do repositório do Bitcoin Core no início deste ano. O CEO da ShapeShift, Erik Voorhees, também criticou a decisão:

Publicidade

“Usando bitcoin.org para posições políticas … não é um bom precedente”, ele postou no reddit. “As pessoas aqui muitas vezes não condenam o Roger [Ver] por usar o bitcoin.com da mesma maneira?”

Leia mais sobre SegWit2x:

Roger Ver Aposta 1000 Bitcoins no Hard Fork do SegWit2x

Bitfinex Lança Token do SegWit2x

SegWit2x e os Ataques de Repetição

Entenda o SegWit2x: O que está por trás do Hard Fork do Bitcoin

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta