Imagem da matéria: Bitcoin Está Causando a Proliferação do Crime Organizado, Diz Governo Australiano

De acordo com um relatório da ACIC, bitcoin e outras criptomoedas são culpados. O relatório sugere que o uso de criptomoedas no crime organizado tem sido desenfreado.

O relatório esclareceu a posição do governo: “As duas principais tecnologias habilitadoras utilizadas atualmente para facilitar a criminalidade organizada são critptomoedas e criptografia. As moedas digitais, como o bitcoin, são cada vez mais usadas por grupos criminosos sérios e organizados, pois são uma forma de moeda que pode ser vendida anonimamente online, sem depender de um banco central ou instituição financeira”.

Publicidade

Leia Também: Senadores Australianos Pressionam Banco Central para Tornar Bitcoin a Moeda Oficial

“Criptomoedas e exchanges facilitam o Crime”

O governo australiano afirma ainda que as exchanges de bitcoins são em grande parte culpadas. Elas não têm transparência e supervisão regulatória suficientes, dizem funcionários do governo australianos. Nesse sentido, elas estão basicamente permitindo que todo tipo de crime seja proliferado.

Esta informação segue um recente projeto de lei apresentado por políticos australianos para regular exchanges e altcoins. O projeto de lei destina-se a ajudar o governo australiano a combater o terrorismo.

Esta legislação faz parte da primeira fase de reformas do país “para fortalecer a Lei contra a lavagem de dinheiro e contra o Terrorismo e aumentar os poderes do Australian Transactions and Reporting Analysis Center (Austrac)”, de acordo com o anúncio. Austrac é a agência de inteligência financeira do país responsável pelos regulamentos contra a lavagem de dinheiro (AML) e financiamento do terrorismo (CTF).

Leia Também: 24 Milhões de Australianos já podem pagar suas contas com Bitcoin

Sites de apostas e Lavagem de dinheiro

O artigo do Financial Magnates também mencionou que o governo na Austrália está preocupado com os sites de jogos de azar online. O ACIC informou que esses tipos de sites facilitam o crime organizado. O site mencionou que as autoridades australianas acreditam que o bitcoin e outras criptomoedas podem estar causando um aumento no tráfico humano.

Publicidade

O site escreveu: “Recentemente, uma conexão entre criptomoedas e tráfico de seres humanos também foi estabelecida. Como Bitcoin oferece anonimato, há uma dificuldade adicional em decifrar se um anúncio está promovendo profissionais do sexo consentidas ou vítimas forçadas a escravidão”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça
pilhas de moedas douradas à frente da bandeira da Colômbia

Maior banco da Colômbia lança corretora de criptomoedas

A plataforma Wenia visa atrair pelo menos 60.000 clientes em seu primeiro ano de operação
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram