Imagem da matéria: Bitcoin (BTC) cai 6,3%, fica abaixo dos US$ 60 mil e derruba altcoins
Foto: Shutterstock

As principais criptomoedas do mercado enfrentam uma forte queda de preços na manhã desta quarta-feira (27). O Bitcoin (BTC) perdeu o nível de US$ 60 mil que conseguia segurar desde o topo histórico da semana passada e recua 6,3% nesta manhã.

O BTC é negociado por volta de R$ 330 mil nas corretoras brasileiras, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin. Em dólar, o bitcoin está valendo US$ 58.850, mas hoje chegou a atingir uma mínima de US$ 58.208, sua pior cotação em quase duas semanas, segundo o CoinMarketCap.

Publicidade

A maior queda veio por volta das 5h da manhã, quando o ativo sofreu uma queda abrupta de preço, indo de US$ 60.021 para US$ 58.377 em apenas 15 minutos. Segundo o Bybt, o movimento fez com que cerca de US$ 500 milhões fossem liquidados do mercado cripto em uma hora.

O excesso de traders alavancados pesa contra o mercado saudável e intensifica as perdas do bitcoin, conforme já alertava ontem o analista Ki Young Ju: “O índice de alavancagem estimado está prestes a atingir o máximo do ano. Parece óbvio que o mercado está excessivamente alavancado agora”.

Já Wu Blockchain também apontou que fatores do mercado externo impactam o desempenho da criptomoeda nesta manhã. “Essa queda pode ser afetada pela queda no mercado de ações, que na região da Ásia-Pacífico caiu drasticamente. As ações dos EUA também caíram antes do mercado”, escreveu.

A correção de hoje aumenta para 12,1% a distância do bitcoin do seu recorde de preço de US$ 66.930 e, como esperado, também afeta as outras criptomoedas do mercado.

Publicidade

Queda além do Bitcoin

O Ethereum (ETH) sofre para manter sua cotação acima do nível de US$ 4 mil enquanto enfrenta uma queda de 5,7% nas últimas 24 horas. Agora o ether está valendo US$ 3.973, sua pior cotação desde o final de semana.

Entre as 10 maiores criptomoedas do mercado, a Dogecoin (DOGE) é a que enfrenta a pior desvalorização do dia, caindo 13% para US$ 0.23.

O desempenho da Cardano (ADA) e Solana (SOL) também está negativo e ambas recuam 10,3% e 9,9%, respectivamente.  As quedas também são vistas na Binance Coin (-6,8%), XRP (-8,9%), Polkadot (5%) e Uniswap (-10%).

Entre as poucas criptomoedas que contrariam a tendência do mercado está a Shiba Inu (SHIB), em alta de 23% nas últimas 24 horas. A criptomoeda meme que ontem já havia batido recorde de preço, renovou a máxima histórica para US$ 0.000059 nesta quarta.

VOCÊ PODE GOSTAR
Maquinas mineração de Bitcoin apreendidas em La Colmena, Distrito de Paraguarí

Paraguai apreende centenas de máquinas de mineração de Bitcoin em nova ofensiva ao setor

Autoridades já confiscaram mais de 9.000 mil equipamentos nas últimas semanas
Moeda de Bitcoin em cima de celular com logo da UE União Europeia e em cima de mapa da Europa

Binance restringirá stablecoins “não autorizadas” na União Europeia a partir de 30 de junho

Decisão da Binance ocorre para que a exchange se adeque ao regulamento de criptoativos, conhecido como MiCA, que entrará em vigor no fim do mês
Imagem da matéria: Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Autoridades acusam a exchange cripto NovaTech e a empresa de mineração AWS Mining de “envolvimento em esquemas de pirâmide ilegais”
Imagem da matéria: Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Para o banco americano, o Bitcoin pode bater nova máxima já esta fim de semana e caso de bons dados de emprego, enquanto para o fim do ano a projeção é de US$ 150 mil