Binance recupera US$ 5,8 milhões de US$ 622 milhões de roubo da ponte Axie Infinity
Axie Infinity continua reinando nos jogos blockchain (Imagem: Sky Mavis)

A Binance recuperou uma pequena fração dos US$ 622 milhões roubados da sidechain Ronin no mês passado, segundo um tweet do CEO da exchange, Changpeng “CZ” Zhao, no início desta manhã.

Zhao twittou que o grupo de hackers norte-coreano responsável pelo roubo começou a canalizar parte do saque na exchange em “mais de 86 contas” e que “US$ 5,8 milhões foram recuperados”.

Publicidade

Na semana passada, seguindo uma dica do FBI, o Tesouro dos EUA adicionou a carteira Ethereum dos hackers à sua lista de sanções.

A carteira, chamada “Ronin Bridge Exploiter” no Etherscan, estava conectada ao grupo de hackers norte-coreano Lazarus, uma organização que o FBI descreve como “patrocinada pelo Estado”.

Lazarus é responsável por vários hacks importantes, incluindo o ataque de ransomware WannaCry de 2017, o ataque da Sony Pictures de 2014 e uma série de ataques cibernéticos a empresas farmacêuticas em 2020, incluindo a AstraZeneca, desenvolvedora de vacinas COVID-19.

No início deste mês, o invasor da Ronin foi visto movendo US$ 7 milhões em criptomoedas para o Tornado Cash, uma ferramenta que ofusca as transações de criptomoedas agindo como intermediário, quebrando o link na cadeia entre a fonte dos fundos e seu destino.

Publicidade

Hack de ponte Axie Infinity Ronin

Em 23 de março, os invasores drenaram 173.600 Ethereum e 25,5 milhões de stablecoins USDC da ponte que conecta a sidechain Ronin, pertencente à Sky Mavis, ao Ethereum. A Sky Mavis é a desenvolvedora do popular jogo Axie Infinity.

O roubo, no entanto, não foi descoberto até 29 de março.

Uma semana depois, a Binance liderou uma rodada de financiamento de US$ 150 milhões, incluindo a Animoca, a empresa por trás do popular jogo de criptomoedas The Sandbox, e a empresa de capital de risco e tecnologia a16z.

O objetivo do financiamento era ajudar a reembolsar as vítimas do ataque e corrigir vulnerabilidades de segurança.

Sky Mavis descreveu o hack como “projetado socialmente” na época e disse que a causa da violação de segurança foi um pequeno conjunto de validadores. A empresa está expandindo o número de validadores de cinco para vinte e um nos próximos três meses com o novo financiamento.

Na semana passada, a Sky Mavis lançou um programa de recompensas por bugs, oferecendo vários prêmios, incluindo um jackpot de US$ 1.000.000, para hackers benevolentes que pudessem identificar quaisquer vulnerabilidades “extraordinariamente graves”.

*Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin anuncia três novas listagens: BVM, RIO e AEVO

Mercado Bitcoin anuncia três novas listagens: BVM, RIO e AEVO

As novidades ampliam as opções de investimento na plataforma que já somam mais de 220 ativos
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

CVM julga hoje pirâmide Atlas Quantum; veja detalhes da acusação

Procuradoria da CVM acusa Atlas Quantum de operação fraudulenta no mercado de valores mobiliários e embaraço à fiscalização da CVM