Imagem da matéria: Binance perde parceiro bancário na Europa e apressa usuários a converter fundos
Shutterstock

A Binance volta a enfrentar problemas na Europa após o seu parceiro bancário Paysafe decidir unilateralmente parar de processar depósitos em Euros para usuários da Binance.

A corretora de criptomoedas confirmou a suspensão das transferências em um comunicado oficial, no qual também pediu que os usuários europeus da Paysafe convertam seus saldos em EUR para a stablecoin USDT da Tether, atrelada ao dólar, antes de 31 de outubro.

Publicidade

No dia 25 de setembro, a Paysafe já havia sinalizado suas intenções suspendendo os depósitos em Euros. Até então, a empresa administrava os depósitos e saques fiduciários dos usuários europeus da Binance.

De acordo com a exchange, esta situação será temporária. “A Binance está mudando seu parceiro fiduciário para serviços EUR”, disse um porta-voz da empresa ao Decrypt.

“Este processo levará vários dias para ser concluído e forneceremos atualizações regulares aos usuários afetados para que eles saibam quando a funcionalidade completa poderá ser usada novamente”, acrescentou o porta-voz. “Estamos ansiosos para ter nosso novo parceiro FIAT funcionando o mais rápido possível.”

Estes serviços incluíam transferências bancárias encaminhadas através do sistema SEPA (Single Euro Payments Area) da União Europeia.

Decisão repentina

“A decisão repentina e inexplicável da Paysafe causará uma breve interrupção nos seguintes serviços”, indicou a Binance em sua declaração pública. “Pedimos desculpas por qualquer inconveniente.”

Publicidade

Desde esta quinta-feira de manhã às 4h UTC, os usuários do Paysafe não podem mais negociar pares de negociação à vista em EUR e as ordens abertas foram canceladas.

Outro recurso da Binance, chamado Binance Convert – que é semelhante a uma troca de tokens – agora também encontra limitações nas transações em Euros.

No entanto, os usuários ainda poderão retirar seus Euros da Binance para sua conta bancária.

Binance em desvantagem

A recente comunicação da Binance surge na sequência de perturbações causadas pela Paysafe que afetam as suas operações em vários países.

Na segunda-feira, o porta-voz da Binance na França confirmou para a agência de notícias francesa BFM que está incentivando os usuários a transferir suas participações monetárias tradicionais para criptomoedas, sem quaisquer taxas adicionais.

Publicidade

Desde o início desta semana, os usuários da Binance France não conseguiram realizar depósitos ou saques em Euros usando transferências bancárias.

No início deste ano, em maio, a Paysafe retirou o seu suporte para operações em libras esterlinas. Esta decisão surgiu na sequência de preocupações manifestadas pelos reguladores financeiros do Reino Unido.

Além disso, em junho, a empresa anunciou sua saída dos Países Baixos após suas tentativas de garantir uma licença de Provedor de Serviços de Ativos Virtuais (VASP) terem falhado.

No mesmo mês após essa decisão, funcionários belgas requisitaram que a exchange de criptomoedas suspendesse suas operações em sua jurisdição após acusá-la de não cumprir as regras locais.

No entanto, a Binance retomou o registro de novos usuários para residentes belgas.

Desafios da Binance pelo mundo

Os desafios enfrentados pela Binance não se restringem apenas à Europa. Em junho passado, a Binance Australia também interrompeu depósitos e saques em Dólar Australiano (AUD) realizados através de transferências bancárias.

Publicidade

Além disso, em 27 de setembro, a Binance retirou-se da Rússia depois de vender seus negócios para uma nova exchange chamada CommEX. Esta decisão veio em meio a preocupações sobre a Binance supostamente não seguir sanções financeiras contra a Rússia.

Enquanto isso, a Binance ainda enfrenta desafios legais nos EUA. No dia 5 de junho, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) entrou com uma ação contra a Binance e suas entidades associadas, alegando que a plataforma vendeu títulos não registrados e realizou operações não autorizadas nos EUA.

Esta ação judicial da SEC foi aplicada após um processo anterior da Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities (CFTC) apenas três meses antes, na qual a Binance foi acusada de não se registrar na agência e violar vários de seus regulamentos.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: McDonald's lança seu próprio metaverso - e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

McDonald’s lança seu próprio metaverso – e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

A rede de fast food McDonald’s acaba de lançar um mundo metaverso para clientes de Singapura, com vantagens especiais para titulares de NFTs do Grimace
Homem preso com as mãos algemadas nas costas

Polícia do Rio prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em golpes com criptomoedas

Operação ‘Investimento de Araque’ foi deflagrada nos estados do Rio, Amazonas e Pará; suspeitos movimentaram mais de R$ 15 milhões em dois anos
Imagem da matéria: ETF de Bitcoin da BlackRock supera 300 mil BTC sob gestão

ETF de Bitcoin da BlackRock supera 300 mil BTC sob gestão

Na semana passada, o ETF de Bitcoin da BlackRock já havia superado o da Grayscale e se tornado o maior do mercado em ativos sob gestão
Imagem da matéria: MB diversifica portfólio e anuncia onze novas listagens em maio de 2024

MB diversifica portfólio e anuncia onze novas listagens em maio de 2024

“Muitas dessas novidades podem ser acessadas a partir de R$ 1. Isso dinamiza nosso portfólio, e viabiliza a democratização”, diz executivo