Imagem da matéria: Binance pede a cliente “Declaração de Risco" para liberar saque de criptomoedas
Foto: Shutterstock

O sistema de saque da corretora Binance solicitou a um usuário que respondesse a um questionário antes de prosseguir com a operação. Ao solicitar a retirada, ele foi direcionado a um “Alerta de Risco” com os botões ‘cancelar’ e ‘continuar’, conforme mostram as imagens compartilhadas com o Portal do Bitcoin.

Não se sabe se é algo pontual e se também o saque depende da continuidade do processo — a corretora não explicou quando foi questionada. Contudo, as perguntas sugerem isentar a empresa de quaisquer problemas com transações.

Publicidade

“Para manter seus ativos seguros, você precisará preencher um questionário de verificação antes de fazer saques”, diz a mensagem. Depois disso vem um questionário intitulado “Declaração de Risco”. Nele, o usuário, que pediu para não ser identificado, precisou responder se garante que não há fraude no pedido.

Ao confirmar que o saque é “livre de riscos”, ele precisa assumir a decisão. Em seguida, o texto diz: “Esse saque pode resultar na perda de fundos. Os fundos não podem ser recuperados depois que o saque for concluído. Você deseja continuar?”.

Começa então o “Questionário de Verificação”, com perguntas baseadas em alertas, como, por exemplo, não confiar em pedidos de acesso a contas e de transferências vindas do suporte da corretora.

Dois usuários que falaram com a reportagem deram suas versões sobre o que pode estar ocorrendo.

“Algumas perguntas para gerar reflexão no cliente antes de concluir o saque — e também para poderem falar: ‘fiz algo e me preocupo”, disse um especialista do mercado de criptomoedas que não quis ser identificado.

Publicidade

Motivos do questionário da Binance

Um cliente antigo da corretora disse que fez um saque recente e que não passou por isso. Ele acredita que o questionário deve aparecer apenas para quem ainda não fez o KYC (sigla em inglês para ‘Conheça seu Cliente’, um sistema de verificação de identidade comum em bancos e corretoras).

Outra possibilidade é que seja apenas para clientes novos que não possuem um largo histórico de saques. O questionário isentaria a Binance legalmente de golpes relacionados à prática de phishing.

Procurada para comentar sobre o assunto, a Binance enviou por meio de sua assessoria a seguinte nota:

“A Binance informou que a segurança dos usuários é prioridade para a empresa e que possui diversos processos e ferramentas para manter a plataforma segura e coibir a ação de pessoas mal intencionadas. Em caso de qualquer dúvida, o usuário deve entrar em contato diretamente com a Central de Suporte na página https://www.binance.com/pt-BR/amp/support”.

O Portal do Bitcoin havia perguntado quando e por que a ‘Declaração de Risco’ foi implantada, quais as regras e em que circunstâncias ela aparece para o cliente. Veja os prints.

Publicidade

Portal do Bitcoin Summit

O primeiro evento do Portal do Bitcoin será gratuito e online! Jogos NFT, movimentações em Brasília, como receber investimentos na sua startup de criptomoedas e muito mais. Inscreva-se aqui: https://portaldobitcoin.uol.com.br/summit/

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)
Tela de computador com logotipo da Binance e lente de aumento

Binance vendeu direito de crédito de clientes na Genesis sem consentimento, diz jornal

Os supostos clientes afetados são da Gopax, corretora que a Binance comprou no ano passado para operar na Coreia do Sul