Smartphone mostra logotipo da Binance à frente de tela de negociação
Shutterstock

Bilhões de dólares em fundos relacionados à Binance foram rotineiramente movimentados através do Signature Bank e do Silvergate Bank por anos, de acordo com documentos judiciais protocolados na quarta-feira (07) em nome da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

As duas instituições atendiam muitos clientes do mercado de criptomoedas antes de fecharem em março. E cada banco operava sua própria rede de pagamentos 24 horas por dia, o que permitia que os clientes liquidassem transações de ativos digitais.

Publicidade

Uma revisão da SEC dos registros financeiros, incluindo extratos bancários e transferências bancárias, descobriu que a Binance, o CEO Changpengc ‘CZ’ Zhao e a BAM Trading Services — operadora da Binance.US — possuíam várias contas nos bancos Signature e Silvergate.

Embora a Binance tenha dito que ela e a Binance.US são entidades separadas, o processo movido pela SEC na segunda-feira coloca o argumento em questão. Para fortalecer o pedido de congelamento dos ativos corporativos da Binance.US, a descrição dos registros financeiros da SEC indica que a BAM Trading Services e as entidades da Binance depositaram bilhões de dólares em uma única conta pertencente à Merit Peak, da qual Zhao é o proprietário beneficiário.

Contas do Silvergate Bank da Binance Anexadas a um endereço de e-mail identificado como “[email protected]“, as contas do Silvergate Bank da Merit Peak receberam depósitos de US$ 22,2 bilhões entre 2019 e 2021, afirma a SEC. Deste valor, US$ 21,9 bilhões foram pagos a uma afiliada estrangeira da Paxos, a antiga emissora do BUSD. A empresa de Nova York parou de emitir a stablecoin com a marca Binance em fevereiro sob orientação dos reguladores.

A Merit Peak é descrita como uma mesa de negociação de balcão (over-the-counter) e uma operadora proprietária de ativos digitais, de acordo com o processo, que observa que o Silvergate fechou as contas da empresa no meio de 2022. No entanto, a SEC afirma que os ativos foram misturados nas contas.

Publicidade

“Milhões de dólares de contas relacionadas à Binance foram misturados nas contas da Merit Peak”, afirmam os documentos. “A Merit Peak transferiu todo esse dinheiro como parte de suas transferências de quase US$ 20 bilhões para uma afiliada estrangeira da Paxos em 2021”.

Outra empresa de propriedade benéfica de Zhao chamada Sigma Chain recebeu fundos da Binance e da BAM Trading Services, afirma a SEC. Entre 2019 e 2023, a Sigma Chain recebeu, respectivamente, US$ 184 milhões e US$ 145 milhões da Binance e da BAM Trading Services.

O negócio da empresa foi descrito como um “provedor de liquidez para exchanges fiduciárias”, de acordo com o processo. A SEC alega que a Sigma Chain “se envolveu em negociações manipulativas que inflaram artificialmente o volume de negociação” na Binance.US.

A BAM Trading Services recebeu depósitos de outros participantes do setor de ativos digitais entre 2019 e 2013: a exchange de criptomoedas Coinbase (US$ 424 milhões), a empresa de negociação Wintermute (US$ 2,4 bilhões) e a Alameda Research (US$ 318 milhões), a empresa de negociação do fundador da FTX e ex-CEO Sam Bankman-Fried.

Publicidade

Durante esse período, a BAM Trading Services enviou US$ 1,5 bilhão para a Alameda Research e US$ 3,3 bilhões para a Wintermute, afirma a SEC.

A Wintermute e a Coinbase não responderam imediatamente a um pedido de comentário do Decrypt.

No total, oito empresas afiliadas à Binance tinham contas no Silvergate Bank, que estavam incorporadas nas Seychelles, nas Ilhas Virgens Britânicas, na Suíça e no estado de Delaware. De acordo com o processo, Guangying Chen, um executivo sênior da Binance, controlava contas pertencentes à BAM Trading Services e à Binance.

Até 31 de março, supostamente todas as contas bancárias relacionadas à Binance, BAM Trading Services e Zhao estavam vazias, de acordo com a SEC. O banco havia sinalizado que encerraria voluntariamente suas operações mais cedo naquele mês.

Numerosas contas bancárias associadas às entidades mencionadas também foram abertas no Signature Bank, o banco amigável às criptomoedas que foi apreendido pelos reguladores em março, juntamente com o Silicon Valley Bank. Outras empresas estrangeiras em que Zhao também era proprietário benéfico também possuíam contas, afirmam os documentos.

“Zhao também era o proprietário benéfico de várias outras empresas estrangeiras com contas no Signature Bank”, afirmam os documentos judiciais. “Essas empresas estão domiciliadas no exterior, incluindo Canadá, Emirados Árabes Unidos, Seychelles, Singapura, Lituânia, Cazaquistão, entre outros.”

Publicidade

Entre as contas bancárias da Binance no Silvergate Bank e no Signature Bank, “grandes quantias de dinheiro [fluíam] para dentro e para fora”, onde os fundos recebidos eram seguidos por débitos em poucos dias, alega a SEC. “Às vezes, as quantias creditadas e debitadas durante um único mês correspondem a movimentação de mais de um bilhão de dólares”, acrescenta.

Quando este ano começou, a SEC descobriu que oito empresas de propriedade da Binance e de Zhao tinham um total de US$ 58 milhões depositados. O documento afirma: “Durante o mesmo período, foram depositados US$ 840 milhões e foram sacados US$ 899 milhões dessas contas”.

No final de março, as oito contas estavam vazias, exceto por uma que possuía US$ 180.000. E até 27 de maio, muito tempo após o encerramento do Signature e do Silvergate, a SEC alega que todas as contas estavam vazias ou fechadas.

Na terça-feira, a SEC protocolou um pedido de medida cautelar de emergência, buscando uma ordem de restrição temporária contra a Binance.US que congelaria os ativos corporativos da empresa. Também solicitou que os fundos, tanto criptomoedas quanto dinheiro, sejam repatriados para os Estados Unidos.

Um porta-voz da Binance disse ao Decrypt que a medida é “injustificada e baseada mais na vantagem obtida pela equipe da SEC no litígio do que em uma preocupação genuína com a segurança dos ativos dos clientes”.

“Embora estejamos desapontados com essa ação, esperamos defender nossos interesses no tribunal”, acrescentou o porta-voz.

*Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin anuncia três novas listagens: BVM, RIO e AEVO

Mercado Bitcoin anuncia três novas listagens: BVM, RIO e AEVO

As novidades ampliam as opções de investimento na plataforma que já somam mais de 220 ativos
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro