Imagem da matéria: Bilionário mexicano critica governos e dá 4 motivos para comprar Bitcoin
Empresário mexicano Ricardo Salinas (Foto: Divulgação/Facebook)

O bilionário mexicano Ricardo Salinas, que já defendeu as criptomoedas anteriormente, publicou na semana passada um longo tuíte explicando porque ele defende o investimento em Bitcoin (BTC), apontando seu forte potencial de alta no longo prazo.

A postagem começa com ele dando três opções para uma pessoa que acaba de receber seu primeiro salário: comprar coisas “estúpidas”; guardar o dinheiro em um banco como o Azteca (o qual Salinas é dono); ou aprender e investir em Bitcoin.

Publicidade

Então o magnata dá quatro motivos para explicar que o investimento em BTC é a melhor opção.

Primeiro ele aponta para o potencial de crescimento da criptomoeda no longo prazo, considerando pelo menos 10 anos. “Investir em Bitcoin é como apostar numa empresa nova, mas promissora, na sua fase inicial”, diz ele ressaltando que, embora volátil e arriscado, o BTC apresentou um crescimento impressionante desde o seu início, superando outros tipos de investimentos.

“É uma oportunidade de fazer parte de uma tecnologia emergente com potencial para redefinir o sistema financeiro global”, afirma.

Em segundo lugar, Salinas aponta a facilidade de acesso e liquidez do BTC: “Ao contrário de alguns investimentos tradicionais, como imóveis ou certos fundos […], o Bitcoin pode ser comprado e vendido em QUALQUER quantidade quase instantaneamente através de plataformas online”.

Em seguida o bilionário cita a diversificação da carteira de investimentos como argumento de defesa do Bitcoin. “Devemos levar em consideração a importância de não colocar todos os ovos na mesma cesta, investir em Bitcoin pode ser uma forma simples e rápida de diversificar seus investimentos”, explica.

“A criptomoeda muitas vezes não segue as mesmas tendências dos mercados de ações ou títulos, o que significa que pode ser uma boa maneira de reduzir o risco”, complementa o executivo mexicano.

Publicidade

Por fim, Salinas diz que o BTC é uma forma de proteção contra “absurdos” dos governos, como inflação e desvalorização da moeda, já que a criptomoeda é uma alternativa com oferta máxima limitada. “Isto contrasta com as moedas fiduciárias, que os governos podem imprimir indefinidamente, reduzindo potencialmente o seu valor ao longo do tempo”, afirma.

Em seguida, o bilionário faz o alerta de que o Bitcoin tem riscos, que seu preço pode ser extremamente volátil no curto prazo, além das incertezas regulatórias e de mercado. “A segurança dos seus investimentos em criptomoedas depende dos cuidados que você toma para proteger suas chaves privadas e escolher plataformas de câmbio confiáveis”, ressalta ele.

Ele conclui dizendo que investir em Bitcoin pode “ser uma forma entusiasmante e potencialmente lucrativa de começar a construir uma carteira de investimentos diversificada”, mas que é preciso ter cautela e nunca investir o dinheiro “que você precisa para viver”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Worldcoin lança blockchain própria onde "humanos verificados têm prioridade"

Worldcoin lança blockchain própria onde “humanos verificados têm prioridade”

Usando tecnologia da Optimism, a World Chain será uma rede dedicada e que preserva a privacidade dos usuários da Worldcoin
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Imagem da matéria: CEO da Binance afirma que está considerando "algumas jurisdições" para a sede global

CEO da Binance afirma que está considerando “algumas jurisdições” para a sede global

“Quais são as jurisdições que têm regulamentações que podem atender ao nosso conjunto de produtos?”, questiona Richard Teng
Imagem da matéria: O futuro do dinheiro, um storytelling a ser acompanhado | Opinião

O futuro do dinheiro, um storytelling a ser acompanhado | Opinião

Cadu Moura comenta um debate importante sobre o futuro do dinheiro feito durante o Web Summit Rio