Dedo indicador apoia bolo de dinheiro em forma digital
Foto: Shutterstock

O Banco Central do Brasil divulgou nesta quarta-feira (24) as empresas selecionadas que participarão do Piloto Real Digital (RD). Entre os 14 selecionados estão grandes bancos e instituições financeiras como Nubank, BTG, Itaú, Bradesco, entre outros.

O objetivo desta fase de testes é avaliar os benefícios da programabilidade do Real Digital por meio de uma plataforma baseada em Tecnologia de Registro Distribuído (Distributed Ledger Technology ou DLT), para operações com ativos tokenizados.

Publicidade

Conforme o BC, o Piloto RD será conduzido em um ambiente simulado, sem envolver transações ou valores reais. A ideia é explorar as possibilidades da DLT multiativo para promover maior eficiência, transparência e segurança nas operações financeiras.

Para isso, foram selecionadas 14 instituições dentre as 36 propostas de interesse recebidas, abrangendo mais de 100 instituições de diversos segmentos financeiros.

Segundo o comunicado, estas são as instituições selecionadas, por ordem de inscrição:

  1. Bradesco
  2. Nubank
  3. Banco Inter, Microsoft e 7Comm
  4. Santander, Santander Asset Management, F1RST e Toro CTVM
  5. Itaú Unibanco
  6. Basa, TecBan, Pinbank, Dinamo, Cresol, Banco Arbi, Ntokens, Clear Sale, Foxbit, CPqD, AWS e Parfin
  7. SFCoop: Ailos, Cresol, Sicoob, Sicredi e Unicred
  8. XP, Visa
  9. Banco BV
  10. Banco BTG
  11. Banco ABC, Hamsa, LoopiPay
  12. Banco B3, B3 e B3 Digitas
  13. ABBC: bancos Brasileiro de Crédito, Ribeirão Preto, Original, ABC, BS2 e Seguro; ABBC, BBChain, Microsoft e BIP
  14. Banco do Brasil

Na visão do BC, a seleção abrange uma ampla variedade de participantes. Na lista, houve a inclusão de instituições financeiras dos segmentos prudenciais, instituições de pagamento, cooperativas de crédito, bancos públicos, desenvolvedores de serviços de criptoativos, operadores de infraestruturas de mercado financeiro e instituidores de arranjos de pagamento.

Os participantes selecionados serão incorporados à plataforma do Piloto RD até meados de junho de 2023. Para isso, serão necessários requisitos como uso de plataforma baseada em DLT multiativo, capaz de registrar diferentes tipos de ativos e facilitar transações entre eles.

Publicidade

A infraestrutura do Piloto RD funcionará como uma “DLT Multiativo”, permitindo a emissão, resgate e transferência de ativos, assim como os fluxos financeiros decorrentes dessas transações.

VOCÊ PODE GOSTAR
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube