Fachada da B3, a bolsa de valores do Brasil, em São Paulo
Foto: Shutterstock

Principal Bolsa de Valores do Brasil, a B3 anunciou nesta segunda-feira (26) o lançamento de uma nova plataforma para emissão, registro e negociação de ativos tokenizados, com uso da tecnologia blockchain.

O anúncio vem no mesmo dia que o Banco Inter anunciou que fechou parceria com a B3 Digitas, empresa do grupo B3, para começar o serviço de compra e venda de criptomoedas para seus clientes.

Publicidade

O primeiro ativo regulado tokenizado foram debêntures, com tokens representativos emitidos por uma instituição financeira no novo ambiente da B3 e transferidas para carteiras digitais de outras instituições financeiras.

“A B3 oferece uma plataforma completa, com tecnologia de ponta e segurança, para facilitar a negociação de ativos tokenizados de forma ágil e transparente, permitindo que todos os tipos de investidores possam ampliar as possibilidades de diversificação de suas carteiras”, afirma Humberto Costa, superintendente de Novos Negócios da B3.

Sobre o primeiro ativo regulado que foi tokenizado, o executivo explica que as debêntures foram digitalizadas e disponibilizadas em uma rede blockchain. Para garantir a solidez à operação, o ativo foi mantido na depositária de renda fixa, seguindo o arcabouço regulatório vigente, e replicado para a nova tecnologia.

O superintendente da B3 ressalta que a companhia já tem outros projetos semelhantes em andamento, que devem ser oferecidos aos clientes em breve. “Outros ativos negociados que passam pela depositária da B3, local onde estão armazenadas as informações de um papel, como titularidade e o histórico, poderão ser tokenizados”, afirma.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink