Smartphone sobre dólares mostra logo Axie Infinity
Foto: Shutterstock

O ataque que a rede Ronin do jogo Axie Infinity sofreu no início do ano é um dos maiores hacks do setor das criptomoedas de todos os tempos, porém, investigadores têm progredido na redução dos danos: a empresa de análise blockchain Chainalysis anunciou nesta quinta-feira (8) que foi recuperado mais de US$ 30 milhões em criptomoedas roubadas no ataque.

A revelação foi feita no evento oficial da AxieCon, em Barcelona, na Espanha, ​​juntamente com a publicação no blog da Chainalysis, que diz que a empresa conseguiu rastrear os fundos – que o Tesouro dos EUA alegou terem sido roubados pelo grupo de hackers Lazarus, da Coreia do Norte – à medida que eram ‘lavados’ e eventualmente enviados para exchanges centralizadas.

Publicidade

De acordo com a Chainalysis, as autoridades policiais conseguiram apreender as criptomoedas depois que elas chegaram às exchanges, onde os hackers aparentemente esperavam trocar os tokens por moedas fiduciárias e então sacá-las.

O hack da rede Ronin ocorreu em 23 de março, quando 173,6 mil WETH (Wrapped Ethereum) e 25,5 milhões de USD Coin (USDC) foram roubadas da ponte que conecta a sidechain personalizada do Axie Infinity à rede principal Ethereum.

O prejuízo foi de US$ 552 milhões na época do ataque, mas cresceu para US$ 622 milhões quando o incidente veio a público cerca de uma semana depois. Após o crash do mercado de criptomoedas de maio seguido pelo inverno cripto, os fundos hackeados passaram a valer agora cerca de US$ 307 milhões. Logo, os investigadores já recuperaram cerca de 10% das criptomoedas roubadas.

Apreensão inédita

“Isso marca a primeira vez que criptomoedas roubadas por um grupo de hackers norte-coreanos são apreendidas, e estamos confiantes de que não será a última”, disse a diretora de investigações da Chainalysis, Erin Plante.

Publicidade

Axie Infinity é um jogo de batalha de monstros, baseado em Ethereum, e, de longe, o jogo da modalidade play-to-earn mais bem-sucedido até hoje em termos de volume total de negociação de NFTs — mais de US$ 4 bilhões, segundo dados da CryptoSlam. A maior parte disso ocorreu durante seu hype que durou cerca de seis meses em 2021.

Entre o final do ano passado e o início deste ano, os preços de tokens e NFTs do Axie Infinity desabaram à medida que a sua economia play-to-earn lutava em meio a uma oferta esmagadora de tokens de recompensa e declínio da demanda.

Desde então, a empresa que desenvolve o jogo, Sky Mavis, lançou uma versão revisada do jogo chamada Axie Infinity: Origins com o modo free-to-play, juntamente com ajustes no modelo de recompensas.

O ataque da Ronin foi atribuído à falta de descentralização da rede, que tinha apenas nove validadores – cinco dos quais Lazarus conseguiu obter o controle de suas chaves privadas, permitindo que o grupo roubasse ilegalmente centenas de milhões de dólares em criptomoedas.

Publicidade

A Sky Mavis então relançou a rede Ronin e reembolsou totalmente todos os usuários, embora um buraco de 56 mil ETH permaneça no caixa da AxieDAO enquanto a polícia tenta recuperar fundos. Um representante da Sky Mavis confirmou hoje ao Decrypt que todos os fundos recuperados serão devolvidos à AxieDAO.

*Traduzido por Wagner Riggs com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Imagem da matéria: Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Depois que 5 bilhões de tokens GALA foram cunhados e roubados na segunda-feira, a Gala Games recuperou parte dos fundos em ETH – e ainda está descobrindo o resto
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades