Homem segura moeda de bitcoin em meio a gráfico de alta
Foto: Shutterstock

Embora esta semana tenha começado com fortes emoções com o Bitcoin chegando a US$ 30 mil, os sete dias que precederam o último domingo foram de relativa estabilidade no mercado de criptoativos. O Bitcoin e o Ethereum apresentaram ganhos de 2,01% e 2,80%, respectivamente. O mercado segue na expectativa da divulgação do CPI e a atualização Shanghai do Ethereum, ambos marcados para a próxima quarta-feira (12). 

Preço e volume do Bitcoin e ethereum, apurado às 21h (UTC-3) do dia 09/04/2023 (Fonte: Messari)

O preço do Bitcoin está lateralizado desde o dia 18 de março, variando dentro de uma banda bem definida entre US$ 27.200 e US$ 28.500. Esta lateralização reflete a expectativa dos participantes do mercado quanto à divulgação dos dados da inflação americana e o  CPI é importante para os traders, pois ajuda a entender a postura do FED quanto a política monetária que se encontra em um momento chave. 

Publicidade
Variação do preço do Bitcoin (Fonte: TradingView)

Um CPI em linha com o esperado pode ser o que falta para uma continuação do movimento de alta que vimos após o colapso do Silicon Valley Bank. Entretanto, se os dados vierem acima do esperado, a expectativa será de uma continuação do aperto monetário e, consequentemente, uma piora das condições do mercado em geral. 

Destaque da semana

Entre os ativos com US$ 10 bilhões ou mais de capitalização de mercado, o destaque da semana fica com a Dogecoin (DOGE). Após o salto de valorização com a mudança do logo do Twitter para o cachorrinho que dá nome a moeda, a memecoin sofreu um recuo de 13,35%.

A expectativa de uma integração da rede social com a moeda continua na mente dos investidores, já que o CEO do Twitter, Elon Musk, já deu várias sinalizações positivas em relação à memecoin.

Ativos com Capitalização de Mercado superior a US $10 bilhões, apurado às 21h (UTC-3) do dia 09/04/2023 (Fonte: Messari)

Análise on-chain

Mesmo com uma pequena queda durante a semana, os investidores de longo prazo (LTHs) seguiram acumulando moedas no agregado dos últimos sete dias. Esta classe de investidores adicionou mais de 7000 BTC a suas posições.  

Publicidade
Quantidade de bitcoins nas mãos dos investidores de longo prazo (LTH) – Fonte: Glassnode

O saldo de Bitcoin, que não se move há um ano ou mais, segue em estabilidade após a queda da última semana. Como comentamos na semana passada, esta queda foi provocada por transações internas de uma mesma entidade. 

Porcentagem dos bitcoins na mãos de investidores há mais de um ano (Fonte: Glassnode)

O saldo de Bitcoin em exchanges também segue em relativa estabilidade com um ganho leve nos últimos dias de cerca de 2 mil BTC. A falta de movimentação no saldo de exchanges reforça a situação lateralizada do mercado. 

Saldo de Bitcoin em exchanges nos últimos 2 anos (Fonte: Glassnode)

O escore de acumulação (ATS) é um indicador importante que pode fornecer insights valiosos sobre o comportamento dos investidores durante o atual período de lateralização do mercado. Um ATS alto sugere que investidores de maior calibre estão acumulando moedas, o que pode indicar a expectativa de um movimento de alta no futuro. 

Escore de acumulação (ATS) – Fonte: Glassnode

Conclusão

O mercado segue lateralizado com os investidores cautelosos na iminência dos eventos marcados para a próxima  quarta (12). Um CPI dentro do esperado, aliado à falta de problemas na implementação da atualização no Ethereum, pode ser a tempestade perfeita para uma continuação da alta que vimos durante o mês de março.

Publicidade

O CPI deste mês é especialmente importante dado todo o contexto macroeconômico das últimas semanas, já que uma inflação acima do esperado deve colocar o FED entre a cruz e a espada.

A situação do setor bancário americano em um cenário de continuação do aperto monetário é incerta e desperta temores no mercado tradicional. Por outro lado, esta situação pode beneficiar a narrativa dos criptoativos por não participarem diretamente do mercado tradicional. 29

Os investidores parecem confiantes em um resultado benéfico para o mercado, com um aumento das posições de LTHs e um ATS próximo de 1 revelando uma expectativa de alta futura. 

Sobre os autores

André Franco: André é Engenheiro Mecatrônico e Analista de criptoativos desde 2017, foi eleito uma das 50 maiores personalidades cripto do Brasil pelo Cointelegraph, com vasta experiência no mercado. André é atualmente o diretor de Research do Mercado Bitcoin.

Rony Szuster: Rony é Engenheiro Químico com pós-graduação em Engenharia de Software, imerso no mercado cripto desde 2019 e contribuidor do Messari Hub em 2021 e 2022. Atualmente integra a equipe de analistas de criptoativos do Mercado Bitcoin.

Publicidade

Lucca Benedetti: Lucca é estudante de Engenharia Química e um entusiasta do mercado desde 2015, tendo se tornado analista de forma profissional em 2021. Possui experiência no nascente campo de finanças descentralizadas (DeFi) e atualmente integra a equipe de analistas de criptoativos no Mercado Bitcoin.

Bernard Pedra: Bernard é estudante de blockchain e criptografia digital e entusiasta do mercado desde 2019 com experiência prática no campo de tokens-não-fungíveis (NFT). Atualmente integra a equipe de analistas de criptoativos no Mercado Bitcoin.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: MB estreia no ranking de Exchange Benchmark em 1º lugar no Brasil

MB estreia no ranking de Exchange Benchmark em 1º lugar no Brasil

O relatório semestral, realizado pela CCData, é considerado uma estrutura robusta para classificar a atuação de exchanges do Brasil e do mundo
bloco de bitcoin, ordinals, runes

O maior Ordinals da história do Bitcoin acaba de ser inscrito — até onde eles vão crescer?

O maior arquivo de Bitcoin de todos os tempos acabou de ser criado. Será que o recorde pode ser quebrado novamente?
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Moeda de Bitcoin no centro de dados IA

Como a Inteligência Artificial pode ajudar a detectar lavagem de dinheiro com Bitcoin

Um relatório da Elliptic mostra como o MIT-IBM AI Labs usou técnicas de deep learning com Inteligência Artificial para detectar fraudes na blockchain do Bitcoin