Imagem da matéria: Advogados acusam reguladores dos EUA de "exagerar" em disputa judicial contra Coinbase
Foto: Shutterstock

A disputa judicial entre a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) e a corretora Coinbase vem se arrastando desde junho do ano passado e agora o órgão regulador quer dar uma cartada final: a entidade pediu que o tribunal que julga o caso considere a jurisprudência de uma vitória da SEC em outro caso para dar o veredicto no processo contra a Coinbase.

No processo que deu início a disputa, a SEC afirma que a Coinbase infringiu leis federais por ter feito ofertas de valores mobiliários na forma de tokens digitais sem ter a autorização necessária para isso. Esse litígio está sendo julgado em uma corte em Nova York. 

Publicidade

Porém, paralelamente, a Justiça do estado de Washington condenou três homens por negociação com informação privilegiada (prática conhecida pela expressão “insider trading”). Um deles era ex-funcionário da Coinbase e a sentença definiu que “tokens negociados foram oferecidos e vendidos como contratos de investimento e, portanto, eram valores mobiliários”. 

Na segunda-feira (4), a SEC protocolou uma carta ao tribunal de Nova York pedindo que considere a decisão da corte de Washington no caso de insider trading. 

Entretanto, advogados da indústria de criptomoedas ouvidos pelo The Block mantêm uma opinião geral de que a jurisprudência de Washington não será a bala de prata que a SEC está esperando. 

Terrence Yang, advogado e diretor administrativo na Swan Bitcoin, afirma que a estratégia da SEC é exagerada: “Dizer que existe jurisprudência afirmando que ativos cripto são valores mobiliários com base [no caso de insider trading] é um pouco agressivo”. 

Publicidade

Teresa Goody Guillén, sócia no escritório de advocacia BakerHostetler, entende que o impacto de um caso no outro deve ser pequeno. “O valor ou a implicação é bastante limitado porque foi um julgamento à revelia”, disse. 

Um dos réus no caso fugiu dos Estados Unidos e foi julgado à revelia, ou seja, não apareceu no tribunal para se defender. Na visão de alguns especialistas, esse ponto enfraquece o poder de uma jurisprudência vinda do caso. Isso porque a promotoria tem a capacidade de fazer a acusação sem ter seus pontos refutados pela defesa do réu. 

Já o time de defesa legal da Coinbase enviou uma carta ao tribunal de Nova York que julga seu caso dizendo que a decisão de Washington “não deveria ter nenhum peso”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin fecha 1º trimestre com alta de 66% e novo recorde de preço

Bitcoin fecha 1º trimestre com alta de 66% e novo recorde de preço

O Bitcoin fecha o primeiro trimestre do ano com uma valorização de 66,8%, cotado hoje a US$ 70.700
Imagem da matéria: Brasileira perde R$ 28 mil em golpe de falso consultor de criptomoedas

Brasileira perde R$ 28 mil em golpe de falso consultor de criptomoedas

Além do prejuízo com as criptomoedas, mulher relata que teve o celular e as contas bancárias invadidas pelo golpista
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional
Imagem da matéria: Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) caiu dois dígitos durante a noite e continua a se distanciar de sua máxima histórica