Imagem da matéria: Ações de empresas de mineração de Bitcoin caem com pressão da China
Foto: Shutterstock

As empresas de mineração de bitcoin listadas na Nasdaq também viram suas ações desabarem após nova pressão do governo da China ao setor. A nota do Banco Popular da China, o banco central do país, derrubou amplamente o mercado cripto nesta sexta-feira (24).

As empresas do setor que mais amargaram queda nas ações foram a Riot Blockchain, com -6,5%, e a Marathon Digital, que caiu 6,2%. As ações da Hut 8 Mining Corp e da Bit Digital também caíram 5,3%, conforme apuração do Coindesk.

Publicidade

A exchange global Coinbase e a RobinHood, que são empresas específicas de negociação e gestão de criptomoedas, tiveram uma queda de 2,9% e 1,4%, respectivamente.

Empresas que não são específicas do setor de criptomoedas, mas que detém grande patrimônio em bitcoin também foram desvalorizadas. A MicroStrategy, por exemplo, que é focada em desenvolvimento de softwares, assistiu a uma queda de 3,3% em suas ações. Contudo, a Nasdaq, no geral, caiu 0,5%.

O Bitcoin (BTC) que abriu a sexta-feira atingindo a melhor cotação da semana de US$ 45 mil, logo reverteu o movimento de alta e desabou para US$ 42.700 no curto intervalo de uma hora, uma perda de 5%. O Índice de Preço do Bitcoin (IPB) indica que o ativo é encontrado nas corretoras brasileiras a R$ 226 mil.

China contra o Bitcoin

A nova investida da China contra o setor cripto foca no combate à mineração  com ações previstas que visam dificultar a atividade, como aumentar US$ 0,05 por quilowatt-hora da eletricidade usada por mineradores que continuam na região. 

Publicidade

O outro alvo são os traders que operam criptos.

Segundo o documento do PBoC, uma vez que a negociação de criptomoedas é proibida por lei, qualquer pessoa ou empresa que forneça tecnologia ou qualquer outro serviço a corretoras de fora do país, atua de forma ilegal.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
Imagem da matéria: Polícia da Alemanha movimenta R$ 712 milhões em Bitcoin e faz depósitos em corretoras

Polícia da Alemanha movimenta R$ 712 milhões em Bitcoin e faz depósitos em corretoras

Dois depósitos foram feitos para a Kraken e Bitstamp e indicam que as autoridades alemãs começaram a vender parte dos 50 mil BTC que controlam